É Hora de se Firmar, Caras.

por Jamie Lewis, o original está aqui.

Tradução por Daniel Castro.

Há poucos argumentos a serem dados, em minha opinião, contra a ideia de que a humanidade involuiu desde o advento da agricultura, e ainda mais com a adoção do cristianismo pela vasta maioria do mundo. Nos últimos cem anos, avanços foram feitos na saúde humana, e a estatura e a longevidade da raça humana como um todo melhoraram bastante acentuadamente. Isso dificilmente é algo para se comemorar, porém, já que a saúde da humanidade tinha estado em constante declínio desde o abandono da caça e coleta, e então teve seu pool genético continuamente diluído e sistematicamente destruído pela ética cristã da misericórdia, que permitiu que os geneticamente inadequados propagassem suas linhas genéticas por milênios (Infanticide). Não se engane, ao classificar certas pessoas como “geneticamente inúteis”, não estou de forma alguma referindo-me à sua raça, credo ou sexo, mas sim à “misericórdia” inerente a permitir que crianças que no passado seriam deixadas para cães selvagens ao invés disto vagassem pela sociedade, aumentando a prevalência de retardo mental e físico e todo tipo de doença mental que se pudesse encontrar (Infanticide 2). Como se isso não fosse suficiente dano a nossos descendentes, o problema da degeneração física e mental consistente foi exacerbado pela adoção de uma dieta totalmente inadequada para a humanidade, de origem agrícola (NT.: ie, grãos), em vez da dieta com bastante carne e salada de nossos antepassados ​​paleolíticos.

Este gráfico é im pouco estranho dado a crença predominante de que Cro-Magnons tinham características caucasóides, mas o restante é preciso. (NT.: O cérebro humano diminuiu 10% nos últimos 9.000 anos)

De acordo com arqueólogos, restos de esqueletos demonstram que os humanos paleolíticos desenvolveram musculatura e força “ainda maiores do que os atletas de elite atuais” – na era paleolítica, a humanidade lembrava atletas profissionais, tão em forma, elegantes e musculosos quanto imaginável, e capazes de feitos tão impressionantes quanto matar megafauna com nada mais do que uma vara afiada (Starr). Eles dificilmente eram os filhos de puta encurvados, doentes e sujos que os arqueólogos de outrora gostariam que você achasse que eram. Em vez disso, eram muito musculosos, com muitas tatuagens, comedores de carne fodões que eram em média maiores do que o homem moderno. Sim. Maiores (Ungar). Além disso, os arqueólogos acreditam que o fato de a pessoa paleolítica média viver apenas 35 anos foi devido à “combinação de estresses de nomadismo, clima e guerra. (NT.: e devido à alta mortalidade infantil. Ver aqui e aqui.)  Este último fator é especialmente claro na população de Jebel Sahaba, onde machucados causados por projéteis eram comuns em ossos e “quase metade da população provavelmente morreu violentamente”. Nos anos milhares de anos subseqüentes, a expectativa de vida média só aumentou cerca de 5 anos, até o advento da medicina moderna, quando então ela dobrou (Ibid).

 

Você mataria este animal com um graveto?

Nem toda a moleza e a ridicularidade do humano moderno podem ser atribuídas à dieta e à religião, no entanto, como é bastante óbvio hoje em dia que a mera preguiça do humano moderno não deve ser subestimada. Todos nós já ouvimos nossos vovôs nos dizerem o quanto as pessoas eram mais duronas na época deles – lembro-me de ter o vovô insano, com apenas um olho, de um colega de quarto da faculdade relatando a seguinte história:

 “Eu vivia em uma FAZENDA. Você sabe o que é uma fazenda, hein garoto?! Bem, era na época da Grande Depressão, e nós tinhamos um monte de vagabundos preguiçosos pendurados no lugar – dormindo nos campos e EMPURRANDO O MILHO PARA BAIXO! POR QUE ALGUÉM DORMIRIA EM CIMA DE TALOS DE MILHO? [Neste momento, eu estava lentamente me afastando do homem, já que ele estava praticamente espumando pela boca, e ele estava gritando para mim de uma distância de cerca de 10 centímetros, nariz a nariz comigo] Então, esse cara, um verdadeiro fodão, diz-me para eu ir f **er minha mãe quando eu disse a ele para sair da propriedade. Eu saí do caminhão e chutei sua bunda. Eu tinha 19 ou 20 anos, e eu não deixaria que um mendigo qualquer falasse dessa maneira sobre minha mãe. Então, eu chutei sua bunda, e ele ficou deitado lá, choramingando e chorando na poeira, então quando eu o peguei para jogá-lo na carroceria de minha caminhonete, ele rolou para o lado e enfiou um saca rolhas no maldito olho. COM UM SACA-ROLHAS. [Ele enfatizou esse ponto, apontando para o tapa olhos de pirata em seu olho esquerdo.] Assustado, eu perguntei o que ele fez em seguida.] O QUE VOCÊ PENSA QUE EU FIZ, MENINO? EU APUNHALEI O BASTARDO NA GARGANTA COM O SACA ROLHAS. Depois, fui até o hospital, onde me deram um curativo, uma aspirina e um pouco de sulfa. Era assim que fazíamos nos VELHOS TEMPOS. Vocês são molengas!

Para resumir, o homem arrancou o próprio olho e esfaqueou um homem até a morte, a quem mais tarde descobri que eles enterraram nos campos, junto com o saca rolhas que acabara de ser incorporado em seu rosto. Eu não dou a mínima para quem você é, ISSO é a essência da brutalidade.

Este não foi um incidente isolado. Somos realmente mais molengas do que as gerações anteriores. Aqui estão alguns outros feitos impressionantes do passado:

  • Em 1834, um marinheiro norueguês chamado Menson Ernst correu de Paris para Moscou, a uma distância de cerca de 2500 quilômetros, em 14 dias, 18 horas. Estamos falando de estradas rurais enlameadas e sem pavimentação no meio de uma das áreas mais lixo da história, e o cara NADOU POR 13 RIOS no caminho. Dois anos depois, ele trabalhou como mensageiro para a Companhia das Índias Orientais e viajou 9050 km de Calcutá para Constantinopla (NT.: ie. Istambul) em 59 dias – cruzando quase nada além de deserto e montanhas, e passando pela Índia, Tibete, Afeganistão, Pérsia, Mesopotâmia, Síria e Turquia. (6)
  • Milo Steinborn AGACHOU NO AGACHAMENTO STEINBORN 251 kg (Willoughby 459)
  • Pescadores gregos carregavam regularmente em suas costas cargas de 180 a 360 kg por volta de 1927 (Willoughby 181)
  • A carga normal transportada pelos estivadores em Izmi, na Turquia, era de 255 kg no início deste século e frequentemente chegava a 380 kg (Willoughby 181).
  • Estivadores turcos em Constantinopla costumavam carregar regularmente 270 kg, às vezes em ritmo de trote, e alguns dos carregadores mais fortes carregavam 360 kg (Willoughby 181).

Para piorar as coisas, o homem moderno provou ter sido comparado e medido, e descoberto como sendo inferior a seus antepassados. Múltiplas vezes, os americanos modernos tentaram imitar os esforços diários das pessoas do passado, e não só foram incapazes de fazê-lo, mas até consideraram seus esforços impossíveis. Como as pirâmides foram construídas? CERTAMENTE NÃO MANUALMENTE! Ilha da Páscoa? Deve ter sido alienígenas. Durante muito tempo arqueólogos acharam que os barcos Vikings não fossem navegáveis, porque não conseguiam reproduzir viagens que para os Vikings eram comuns, com tecnologia equivalente. Eles não achavam que os vikings, que deixaram coisas espalhadas por todo o norte da Terra Nova, pudessem navegar pelo oceano… apesar do fato de que eles eram marinheiros famosos que atacaram populações na Espanha e em Roma.

Nos últimos anos, vários esforços foram feitos para replicar as ações dos Vikings e tais esforços foram desastrosos. Ou o mar estava muito frio, muito difícil de navegar, ou simplesmente muito extenuante, mesmo quando se usava remadores olímpicos. Tenha em mente que os vikings remavam regularmente para onde queriam ir e, em seguida, desembarcavam imediatamente e começavam a matar todos que viam com suas maciças espadas largas, martelos de guerra e machados, e depois descansavam de vez em quando para beber um jarro de hidromel e envolver-se em um pouco de rapina. Atletas modernos não podem sequer remar as malditas coisas, muito menos remar para algum lugar e, em seguida, atracar e desembarcar numa praia e depois e destruir uma cidade.

 

 

Então, o que isso quer dizer? Somos uma civilização mais fraca do que qualquer outra na história da humanidade, e nem sequer recuperamos a estatura média dos nossos antepassados ​​pré-históricos. A palavra “patético” dificilmente  sequer descreve nosso estado físico coletivo em comparação com nossos predecessores, e não há desculpa para isso.

“Não temos uma grande guerra em nossa geração ou uma grande depressão, mas na verdade temos, sim ,é uma grande guerra de espirito. Temos uma grande revolução contra a cultura. A grande depressão é a nossa vida. Temos uma depressão espiritual. ” -Chuck Palahniuk

Nossa revolução, nosso propósito, deveria ser desfazer os milênios de besteiras e tolices que ocorreram na raça humana. Devemos resolver ser mais fortes, mais rápidos e mais definidos fisicamente do que qualquer grupo de pessoas na história. Devemos voltar à era em que os homens se pareciam com homens, agiam como homens e faziam coisas de homens. Já passou da hora de você parar de reclamar sobre coisas físicas – apenas as faça. Sua parte inferior das costas dói porque você fez algumas séries de levantamentos terra, e você quer parar? Você é um maldito maricas. Se um estivador turco conseguia fazer isso cem anos atrás, eu seria um maldito piloto de jato chinês se você não conseguisse reunir suas bolas para fazer isso agora. Arthur Saxon bebia cerveja lager misturada com gim e ovos e, em seguida, começou a superar TODO MUNDO, em uma época antes de a testosterona ter sido isolada, e era definido pra caramba enquanto o fazia. Quer comer mais comida, mas não ter uma bunda gorda? Então, levante mais pesos. Quer ficar mais forte e maior? LEVANTE MAIS PESOS. Se as pessoas podiam fazer isso numa época em que não sabiam de onde sairia sua pro próxima refeição, com certeza você pode fazer isso agora.

Se os caras supracitados conseguiam de alguma forma sobreviver ao que qualquer cadela de queixo caído no Reddit juraria ser overtraining, e progredir, se as pirâmides de fato existem, se os Vikings conseguiram fazer o que eles fizeram, e se ESTIVADORES TURCOS ROTINEIRAMENTE LEVANTAVAM MAIS PESO EM UM DIA DO QUE VOCÊ JAMAIS LEVANTOU EM UMA SEMANA, o overtraining pode se foder. A galera do “pega leve” pode se foder. O pessoal do ” abdominal em 10 minutos” podem se foder. A próxima vez que você ouvir um idiota de Under Armour na academia lhe dizendo que você está em overtraining, agarre-o pela garganta e bata em seu rosto até  que você veja os malditos ossos e cérebro. Ele não deveria ter permissão para procriar.

Ninguém nunca ficou mais másculo fazendo menos, e treinar “mais esperto, em vez de mais duro” faz de você um maricas que pega atalhos, não um virtuoso em levantamento de peso.

Agora vá e mostre ao mundo como isso deve ser feito.

Por sinal, lutar com ursos é um bom treinamento.

Fontes:

Carter, W. Hodding. Tell Us Now the Saga of the Self-Styled Viking. Outside Magazine. 2 May 2004. Web. 19 Feb 2018.https://www.outsideonline.com/1842431/tell-us-now-saga-self-styled-viking

Eaton, SB, and Eaton SB III, 2003. “An Evolutionary Perspective on Human Physical Activity: Implications for Health.” Comp Biochem Physiol A 136, 153-159. Ungar, Peter S., Ed. Evolution of the Human Diet. Oxford: Oxford University Press, 2007.

Infanticide:  “Many Neolithic groups routinely resorted to infanticide in order to control their numbers so that their lands could support them.  Decapitated skeletons of hominid children have been found with evidence of cannibalism. Joseph Birdsell believes in infanticide rates of 15-50% of the total number of births in prehistoric times.  Williamson estimated a lower rate ranging from 15-20%. Both believe that high rates of infanticide persisted until the development of agriculture. Comparative anthropologists have calculated that 50% of female newborn babies were killed by their parents in the Paleolithic”

Infanticide. Wikipedia. Web. 19 Feb 2018.https://en.wikipedia.org/wiki/Infanticide#Paleoli…

Infanticide 2: “Exposure of newborns was widely practiced in ancient Greece. In Greece the decision to expose a child was typically the father’s, although in Sparta the decision was made by a group of elders. Exposure was the preferred method of disposal, as that act in itself was not murder; moreover, the exposed child technically had a chance of being rescued by the gods or any passersby.”

“The laws of the Twelve Tables required the pater familias to ensure that “obviously deformed” infants were put to death.”

Infanticide. Wikipedia. Web. 19 Feb 2018.  https://en.wikipedia.org/wiki/Infanticide#In_ancie…

Macrae, Fiona.  We’re all getting smaller and our brains are shrinking… is farming to blame?  Daily Mail.  12 Jun 2011.  Web.  19 Feb 2018.  http://www.dailymail.co.uk/sciencetech/article-200…

Nicholson, Ward.  Longevity and Health In Ancient Paleolithic vs. Neolithic Peoples.  Beyond Veg.  Apr 1999.  Web.  19 Feb 2018.  http://www.beyondveg.com/nicholson-w/angel-1984/a…

Starr, Michelle.  Bone study shows paleolithic women had insanely strong arms.  Science Alert.  30 Nov 2017.  Web.  18 Feb 2018.  https://www.sciencealert.com/prehistoric-women-stronger-than-elite-rowers-manual-labour-anthropology

Willoughby, David P. The Super Athletes. New York: AS Barnes and Company, 1970

Anúncios
Esse post foi publicado em Motivação, Musculação e marcado , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para É Hora de se Firmar, Caras.

  1. Ae cara, só queria agradecer o seu trabalho, que de fato mudou a minha vida 1000x pra melhor.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s