4 “Supercomidas” e sua Efetividade

por Larsen Halleck, o original está aqui.

Tradução por Daniel Castro

Um dos principais tópicos discutidos neste canto da internet é o de suplementos: quais ingredientes e panaceias servirão para te dar uma vantagem sobre as pessoas normais que arrastam seus pés e que atrapalham seu caminho cotidianamente.

Pessoalmente, eu nunca me preocupei com suplementos anunciados especificamente, descobrindo que apenas fazendo o básico— a dieta “Não Coma Merda”, dormir bem, não masturbar (NT.: Outro ponto de vista sobre masturbação pode ser lido aqui)— já me deixa mais saudável e mais alerta que o pateta mediano. Mas é claro que há muita conversa sobre “supercomidas” e coisas que alegadamente podem te dar uma vantagem. Mas o quão precisas são tais alegações?

Então com isto sendo dito, aqui estão quatro comidas que podem ser facilmente compradas e muitas vezes são referidas como “supercomidas”, e a verdade se há base para estas alegações sobre elas.

1. Peixe/ Ácidos Graxos Ômega-3

Peixe, é claro, é a “comida do cérebro” quintessencial que muitos de você já conhecem como tal. Isto é porque o sistema nervoso central (Seja seus axônios, sinapses, células da glia, neurônios etc.) são feitas quase que totalmente de tecidos gordos, e os ácidos graxos e óleos saudáveis nos peixes irão obviamente fortalecer estas conexões neurais.

Para esclarecer mais, os peixes— e o óleo de peixe— que você escuta sendo proclamados com “palavras de efeito” em sua vida diária são os quase míticos ácidos graxos “Ômega 3”, dos quais você deveria comer mais, e os “Ômega 6” dos quais você deve reduzir a ingestão. Mas o que estes termos significam?

Sendo bem simples: Ácidos graxos Ômega 3 são o que é conhecido como “ácidos graxos polinsaturados”, que tem uma ligação covalente dupla no terceiro par de carbonos no fim da “cauda” do ácido graxo— o que significa que esta ligação compartilha elétrons entre os dois átomos de carbono, se você se lembra de suas aulas de química.

Ácidos graxos Ômega 6, por sua vez, são encontrados em óleos vegetais, e embora eles por si sós não sejam particularmente perigosos (sendo ácidos graxos polinsaturados similares), seu consumo em excesso tem sido ligado a câncer de mama em mulheres e disfunção enzimática. Isto é a origem provável dos problemas, e alguns estudos demonstraram que a pessoa média hoje em dia come tais ácidos graxos em uma razão de 15:1 de Ômega 6:Ômega 3, e este problema que provavelmente pode ser comida com a supramencionada dieta “não coma merda”.

Estudos não demonstraram que tais óleos de peixe previnem câncer ou doenças cardíacas como é muito alegado, mas os benefícios para a saúde mental e a promoção de uma função nervosa estável são motivos suficientes para comer peixes regularmente. Eles também promovem uma função metabólica adequada.

fish-oil

2. Taurina

A taurina é um composto ácido baseado em carbono que é realmente essencial a diversas funções corporais, como o funcionamento de músculos esqueletais, do sistema cardiovascular e da produção de bile. Porém, ela ocorre naturalmente na carne e em peixes, e de fato, veganos muitas vezes precisam de suplementá-la. Não foi demonstrado que aumentar seu consumo de taurina tenha efeitos negativos mas também não demonstrou melhoras em funções em pacientes estudados, ao contrário do que os energéticos “dos caras” alegam porque “taurina soa como touro, brother!” Você não deveria beber energéticos de qualquer modo; eles têm gosto de bunda e incorporam tudo de filosoficamente errado dos anos 1990.

dieticians

3. Goji berries

Goji berries, também conhecidas como “wolf berries,” são uma fruta nativa da Ásia Oriental, parte da família Solanaceae que também inclui a batata e o tomate, entre outras.

Estas bagas são perfeitamente comestíveis e são mais ou menos tão saudáveis quanto uma baga comum pode ser, mas aí está a chave: elas não são MAIS saudáveis que a fruta ocidental média. Infelizmente, muitas pessoas são enganadas por campanhas de marketing através do ângulo falso do “Misticismo Oriental”. Tais campanhas são, coincidentemente, divulgadas pelos mesmo cuzões do sul da Califórnia que te empurram a taurina também. Sinta-se à vontade para comê-las se você quiser, elas não te farão mal, mas eu não pagaria mais nelas do que numa caixa de uvas-passas ou cranberries.

lycium_chinense_mhnt

4. Quinoa

Eu vou ser curto e grosso: Pare de comer isto. Sua composição nutricional é a mesma de qualquer outro grão comparável como arroz integral, então ela não vai te fazer mal. Porém, seu consumo em alta entre os gourmands da moda no Ocidente tem levado a um aumento de seu preço em sua região nativa dos Andes. Em outras palavras, ocidentais que gostam de seguir modinhas tornam mais difícil para pessoas comprarem ela como uma plantação de subsistência.

Eu odeio falar deste modo, porque fica parecendo vagamente SJW, Mas como eu geralmente desejo o bem a todos os povos do mundo, e sinto que há muitos modos de pessoas tornarem seus pratos mais “legais” sem sair de casa, eu terei de pedir às pessoas para pararem de enaltecer a quinoa.

quinoa

Se você TEM de ser melhor que seus vizinhos, e quer um cereal novo e bacana, tente o sorgo, que cresce no seu jardim dos fundos metafórico.

sorghum

E conforme eu rio do próprio conceito do sorgo ser bacana (eu tenho más memórias deste grão) eu reitero que comer uma dieta razoável e limpa é o caminho mais certo para a saúde.

Anúncios
Esse post foi publicado em Nutrição, Saúde e marcado , , , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para 4 “Supercomidas” e sua Efetividade

  1. Pingback: Homens das Cavernas Morriam Jovens, Então Porque Eu Deveria Comer Paleo? | Nuvem de giz

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s