Cozidos Anabólicos para Caralho

por Jamie Lewis, o original está aqui.

Tradução e adaptação por Daniel Castro

Revisão: Daniela Souza

NT.: Como o inverno chegando ao hemisfério sul, decidi traduzir mais uma série de artigos do Sr. ChaosandPain, sobre sopas e cozidos. Conforme vocês verão, eles podem ser não só deliciosos e ajudar a esquentar, mas também muito nutritivos.

Os levantadores de peso do Ocidente estão cegos por uma grande quantidade de dietas da moda, imersos em debates sobre nutrição e enterrados em montes de pesquisas conduzidas por pessoas que não têm nenhum entendimento de levantamento de pesso exceto na teoria, e nos EUA em particular sem uma dieta étnica tradicional, nós somos deixados em uma ilha deserta com um shake proteico vil na mão, olhando melancolicamente através de um estreito cheio de piranhas e tubarões para uma ilha-festa cheia de levantadores empurrando pesos com os quais podemos apenas sonhar, bebendo em crânios e comendo comidas deliciosas. Como os garotos em fóruns com agachamentos abaixo de 140 kg, a única resposta é “DROGAS, MUITAS DROGAS”, porque eles são vaginas gigantes retardadas com menos entendimento sobre o que fazer para ficar forte do que o meu pai de 75 anos viciado em sorvetes, trabalhador de escritório, que poderia levantar mais do que 85% do pessoal dos fóruns simplesmente porque ele é um maldito homem com testículos totalmente desenvolvidos e um pouco de orgulho pessoal.

o que falta ao Ocidente não são drogas, e embora seja algo parcialmente relacionado à ética de trabalho, não é isto também. Ao invés, o que falta são caldeirões gigantes de ferro constantemente cheios de cozidos que são consumidos em quantidades enormes por homens que não conseguiriam entrar nos jeans de suas namoradas.

É isso mesmo – não comemos cozidos o suficiente. Esse é o problema, e isso não é uma piada.

David Rigert – energizado por um ódio ao capitalismo e por quantidades copiosas de borscht.

Para aqueles de vocês com pouco foco, vamos fazer uma lista rápida de povos que tradicionalmente comiam cozidos e sua habilidade concomitante em esportes de força:

  • Russos e Ucranianos. Eles comiam baldes de cozidos, e provavelmente reciclam suas medalhas de levantamento de peso hoje em dia pois não têm mais lugar para guardas as malditas.
  • Búlgaros.  Búlgaros têm, mais troféus em levantamento olímpico do que qualquer outro país na história, apesar do fato de que são um país minúsculo, sem saída para o oceano, duro, frio, pobre cujo único produto de exportação tradicional eram bigodes gigantes. Como seus camaradas do bloco Oriental, eles engolem carrinhos de mão cheios de cozidos chamados de moussaka e kavarma 24/7/365.
  • Iranianos. A cozinha tradicional persa é basicamente kebabs e cozidos (khoresht) com diversos pães e arroz. Para um país pequeno, eles têm um número massivo e desproporcionalmente grande de medalhas olímpicas em levantamento de peso e em wrestling (NT.: Lutas livre e greco-romana), e têm uma história incrivelmente longa e rica de treinos de strongmen e wrestling chamados varzesh e bastani que literalmente não poderiam existir em uma lugar onde a dieta não fosse centrada em comidas tradicionais. Ao contrário dos indianos, eles nunca abandonaram sua dieta centrada na carne, portanto foram capazes de dominar os esportes de força enquanto os indianos caíram numa fraqueza cheia de estrogênios advinda do vegetarianismo.
  • Turcos. A maioria das refeições cozinhadas em casa começam com começam com uma sopa rica em carne feita com feijões e carne moída. Se você estiver ignorante, os turcos sempre vão bem em levantamento olímpico, e limparam tatames com wrestlers estrangeiros desde os primórdios da raça humana.
  • Húngaros. Embora você não pense na Hungria quando pensa em esportes de força, a Hungria tem 20 medalhas em levantamento de peso e um monte em wrestling, apesar do fato de que há menos pessoas em seu país do que em Paris. Seu segredo? Goulash em baldes.
  • Lutadores de sumô. Tudo que esses fdps fazem é comer cozidos e beber cerveja quando não estão treinando, e ele têm em média 190 kg e 1,90 m. Sim, eles são gordos, mas a ciência diz “e daí?”, porque lutadores de sumô têm mais massa magra que fisiculturistas (Kondo). O lutador médio de sumô têm em média apenas 26% de gordura corporal, o que significa que se fossem fisiculturistas teriam 142 kg de massa magra.
  • Islandeses. A Islândia há muito é renomada por seus strongmen, todos os quais creditam a seu nojento cozido de peixe o segredo de seu sucesso.
  • Chineses. Embora nem a sopa nem os cozidos sejam partes principais da dieta tradicional chinesa, os levantadores chineses comem muita sopa pesada feita de galinha e costelas de porco, e eles trabalham nas classes mais leves de levantamento olímpico como se fossem pequenos Mike Tysons batendo em dublês de Robin Givens.

 

Eu entendo que devido ao fato de que nenhum autor renomado escrevo muito sobre a utilidade dos cozidos, minhas afirmações poderão ser vistas com uma quantidade de ceticismo. Nenhum fisiculturista jamais pregou os benefícios dos cozidos, e nenhum atleta americano fenomenal jamais creditou seu sucesso a cozidos. Deste modo, cozidos não poderiam estar na moda, porque não há lugar onde as pessoas se pareçam mais com lemingues do que em esportista de força do ocidente. Deste modo, minha teoria precisa de mais investigação. Preparem-se para uma montanha de fatos.

Comidas cozidas provavelmente são tão antigas quanto a olaria, devido ao fato que o cozimento é um modo simples de preparar uma quantidade muito diversa de alimentos, e talvez o melhor método de reter o máximo de nutrição possível na comida. Os citas, uma tribo de canibais, superhumanos causadores de mortes que dominaram as estepes russas por séculos, eram grandes fãs de cozidos, e os faziam sempre que não estavam fazendo capas e cobertores para cavalos com os escalpos de seus inimigos. Tão engenhosos quanto eram brutais, os citas eram conhecidos por cozinhar sua comida ao “colocando a carne em um estômago de animal, misturando água nela, e cozinhando-a sobre fogo com ossos. Os ossos assavam bem, e no estômago cabe toda a carne  retirada do animal. Deste modo, um boi, ou qualquer outro animal de sacrifício é feito de modo a se ferver.” (Wiki) Sempre fãs de cozidos, uma tribo vizinha dos citas conhecidos como Issedônios mandava seus velhos para dentro de potes e os cozinhava, então douravam seus crânios e os usavam como taças. Os fdps da época sabiam fazer uma festa.

As razões por trás do cozimento são simples:

  • nenhum dos nutrientes geralmente perdidos em gotas na fritura ou na água em fervura são perdidos no cozimento- ao invés, eles voltam para a carne ou permanecem intactos no caldos.
  • a carne perde menos peso sendo ensopada do que se feita em qualquer outro método.
  • o cozimento desnatura proteínas, fazendo elas muito mais digestíveis.
  • para aqueles de nós que vêem os vegetais como um mal necessário mas horrível, você vai comer muito mais deles nos cozidos do que de outro modo comeria.
  • Cozidos podem ser guardados quentes ou reaquecidos facilmente.
  • acrilamidas (agentes cancerígenos em comidas com amido) não são formados no cozimento.

 

Como Ori Hofmekler alega, cozidos são fodas. “A história ensina como melhor preparar carne, peixes e aves. Os romanos antigos cozinhavam comidas proteicas em caldos. Eles muitas vezes misturavam peixe ou carne com vegetais, grãos e feijões, todos em um só pote.

A prática popular de fazer carnes em churrasco ou grelhadas, que carameliza ou queima a superfícies, desnatura a proteína e cria toxinas que acredita-se serem carcinogênicas”(Hofmekler 73). Enquanto Ori pode não entender que desnaturar proteínas muitas vezes é algo bom, ele tem um ponto- há uma razão pela qual a maior potência militar do mundo antigo cozinhava do modo que eles faziam- funcionava, e provia o exército com a melhor nutrição possível para garantir a vitória no campo de batalha.

 

Além da lista acima, há outra razão para você comer um carrinho de mão de sopa diariamente- a história demonstra que os povos maiores e mais fortes da Terra comiam ensopados com mais alacridade que um cachorro quando bebe água da privada. Cozidos não são simplesmente comida- são caldos anabólicos. Pegue, por exemplo, os strongmen islandeses. Esses fdps gigantescos quebram o paradigma de corpos pequenos levaram a uma vida longa, já que os islandeses só perdem para os japoneses em termo de longevidade, e são os segundos no mundo para homens abaixo de 20 anos de idade. Seu segredo? Um cozido chamado kjotsupafor– uma tradicional sopa de carneiro feita de carneiro gordo, couve-nabo, cebola, cenoura, aipo, repolho, alho-poró e um punhado de arroz. Strongmen islandeses creditavam a esta sopa especificamente por seu tamanho e força, e alegam que esta era a sopa que fazia de seus ancestrais Vikings os gigantes quebradores de crânios, deslocadores de cérvix e queimadores de monastérios que eles eram. Atualmente, os strongemen islandeses comem Kjötsúpa antes, durante, e após o treino, até seis vezes ao dia para dar energia nos treinos (Bourdain). Se você está curioso sobre como ele é feito, aqui vai uma receita:

 

2 colheres de sopa de azeite de oliva
1 colher de sopa de alho cortado fino
1,4 kg de carneiro, com osso (a parte que for mais barata!)
1 cebola média, cortada
1/3 xícara de arroz integral (traditionalistas usam aveia em flocos como alternativa)
6 xícaras de água
1/2 colher de sopa de tomilho seco
1/2 colher de sopa de óregano
1/2 repolho, cortado
3 cenouras, em quadradinhos
1/2 couve-nabo, em quadradinhos uniformes
1 xícaras de floretes de couve-flor (opcional)
4 batatas, bem limpas e em quadradinhos uniformes (veja nota alternativa abaixo)

Em um pote grande ou panela de pedra, rapidamente salteie o alho no azeite de oliva por de 1 a 2 minutos em temperatura média (não doure). Adicione os pedaços de carneiro e doure de todos os lados. Adicione a cebola cortada ao recipiente e doure levemente (cerca de 1 minuto), então jogue o arroz integral e água. Aumente o calor para alto, deixando a sopa em baixa ebulição; permita que ela fique em ebulição por 5 minutos, retirando a espuma quando ela sobe.

Reduza o calor para médio, coloque o tomilho e o óregano, cubra o pote, e cozinhe por 40 minutos.

Adicione repolho, cenouras, couve-nabo, couve-flor (se estiver usando-as), e as bataas em quadrados. Cozinhe, coberto, por mais 20 minutos, até que os vegetais estejam macios ao garfo.

Remova a carne os ossos do pote, corte a carne grosseiramente, então os retorne. Aqueça por mais 5 minutos. (Alternativamente, alguns islandeses removem o carneiro e as batatas do pote e a servem em um prato, separadamente da sopa. Se quiser fazer assim a refeição, corte as batatas em pedaços maiores, de 2,5 cm).

Serve de 6 a 8 pessoas.

Uma tigela de kjötsúpa provê a nutrição a seguir:


 

Talvez você não goste da Islândia- você odeia vikings, prefere samurais, e é o único cara na Terra que pensa que o programa Deadliest Warrior acertou quando disse que um viking perderia 522 de cada 1.000 lutas para um samurai. Vamos ignorar o fato que seus pais te odeiam, você nunca deve ter brigado na vida mas mesmo assim é faixa preta em algum tipo de caratê inútil. Podemos ignorar isso. De verdade. Na verdade, não podemos, e espero que alguém lhe taque fogo. Apesar desse fato, ainda assim você deve comer mais sopa que um trabalhador itinerante da grande depressão dos anos 1920, porque é praticamente só isso que os lutadores de sumô comem, e se você já esqueceu, cientistas declararam que os lutadores de sumô tem mais magra que quaisquer outros humanos na Terrra, então eles não são simplesmente bebês gigantes andando por aí em fraldas.

 

O cozidos, do qual os lutadores de sumô comem quantidades pródigas, é chamado de chankonabe, e é feito de tofu cortado, cenouras, alho-poró, batatas, raízes de lótus, rabanetes daikon, cogumelos shiitake, e uma bardana gigante em caldo de galinha. Eles comem isso tudo com gigantescas quantidades de cerveja e saquê, então dão uma cochilada para que a refeição enorme seja digerida. Chanko é considerado um “esteroide legal” no Japão- “De tudo que melhora a performance em esportes, ele é talvez o mais antigo e venerado. Chanko existe pelo menos desde o fim do século 19 quando cozinheiros de comida rápida de  Niigata cozinhavam para os lutadores. A palavra ‘chan’ (no dialeto local, “pai”) foi juntada a ‘nabe,’ o nome de refeições em potes servidas em mesas. ‘É a parte principal de uma refeição sumô,’ diz Konishiki. ‘Todos os lutadores de sumô t~em de comê-la, quer gostem ou não'” (Lidz). Aqui vai a receita de chankonabe feita no Tomoegata de Tóquio:

 

Tachiyama Chanko-Nabe (Sopa Quente de Carne e Galinha)
Serve 4

1,4 kg ossos de frango
80 g de abura-age (tofu frito), cortado em pedaços grandes
1 cabeça de alho, sem casca
1/4 xícara de molho de soja
2 colheres de chá de mirin (saquê de cozinha)
Sal
1 batata média, sem casca, cortada em 4 em cruz, e branqueada
1 rabanete daikon de 5 cm, descascado, cortado em 4 em cruz, e branqueado
1 pequena cenoura, descascada, cortada na diagonal, e branqueada
1 alho-poró, só a parte branca, descascado, lavado e cortado na diagonal
1/4 de cabeça de repolho napa, sem polpa e cortada em pedaços grandes
4 cogumelos shiitake, só o caule
120 g de cogumelos shimeji, cortados e separados
120 g de raiz de bardana, cortada, descascada e cortadas em longas tiras
280 g de tofu grelhado, cortado de comprido e depois picado em pedaços de 1 cm
220 g de coxa de frango sem osso, cortada em tiras finas
1/2 pacote de  crisântemo verde, aparado
220 g de costela bovina cortada em tiras bem finas
450 g de noodles udon

Leve um pote médio de água para ferver sobre fogo alto. Coloque os ossos de frango e o tofu frito em 2 escorredores separados e deixe-os mergulhados, e despeje 2/3 da água sobre os ossos para lavar quaisquer impurezas e o restante sobre o tofu para tirar o excesso de óleo. transfira os ossos para o pote médio deixe o tofu de lado para secar.
Acrescente o alho e 14 xícaras de água fria ao pote com ossos até ferver sobre fogo quente, retirando qualquer espuma que subir à superfície. Reduza o fogo para médio-baixo e deixe ferver até que o caldo se reduza a um terço, cerca de 2 horas e meia depois. Coloque o caldo em um pote de tamanho médio, descartando as partes sólida, e retire a gordura.

Retire do fogo e coloque no caldo o molho de soja, o mirin e sal à gosto. Coloque novamente a panela em fogo médio.

Acrescente cerca de um terço das batatas, daikon, cenouras, alho-poró, repolho, cogumelos, bardana, tofu grelhado, galinha, tofu frito e crisântemo verde para o caldo fervendo.

Cozinhe até que os vegetais comecem a amolecer e a galinha esteja cozida, cerca de 5 minutos. Adicione 1/3 da costela bovina.

Deixe fervendo por mais 1 minuto aproximadamente.


Uma vez que todos os vegetais, tofu, galinha, verduras e carne forem comidos, use uma pequena peneira para separar os restos sólidos do caldo. recoloque o caldo que sobrou na fervura, adicione os noodles, e ferva até cozinhar, por cerca de 7 minutos. Sirva em tigelas individuais.

Uma porçao de Chankonabe provê a seguinte e fantástica nutrição:

 

Como se as informações acima não fossem convincentes o suficiente, levantadores de peso no campo de treinamento de David Rigert comem quantias enormes de caldo de vitela recheadas com carne cozida e batatas, Glenn Pendlay fortemente recomenda que levantadores comam cozidos como parte regular de sua dieta, e o time chinês de levantamento olímpico come galinha e sopa de costela suína como parte fundamental de sua dieta. Essencialmente, todo mundo EXCETO powerlifters ocidentais comem cozidos o dia todo, com grande benefícios. isto é uma tragédia para nós, mas ela pode ser evitada… com o uso pródigo de potes de barro e uma disposição a evitar a normalidade. Para te dar uma ideia do que você está perdendo, aqui vai um pouco de informação nutricional das melhores escolhas de cozidos:

Goulash de boi:

Borscht:

Khoresht:

Chili com carne:

Conforme vocês podem ver, cozidos e sopas são foda se você estiver procurando um monte de calorias e proteína. Feitas corretamente, sopas podem retirar a necessidade de um suplemento multivitamínico, mantê-lo saciado, e enchê-lo com o poder de seus ancestrais vikings que agora estão bebendo no Valhalla e esperando por sua chegada. Para aqueles que como vocês ainda estão na fase “definidos” e não na fase “fique gigante fdp”, coziods podem ser a melhor opção. Para qualquer um esperando o próximo inverno querendo ganahr bastante massa muscular e levantando pesos que que pareceriam realmente fantásticos para os gurus nutricionais de 67 kg na internet- é hora de começar a se bombar com os caldos anabólicos para que você deixe o mundo dos maricas para trás.
Virem Vikings, fdps.

Fontes:
Anthony Bourdain: No Reservations – Iceland (Hello Darkness, My Old Friend).  Arc Tv.  30 Nov 2009.  Web.  6 Aug 2013.  http://livedash.ark.com/transcript/anthony_bourdain__no_reservations-(iceland_(hello_darkness,_my_old_friend))/6630/TRAVP/Monday_November_30_2009/131494/
AP.  Japan Sumo Association to crack down on obesity.  Dimensions Online.  Web.  5 Aug 2013.  http://www.dimensionsmagazine.com/news/083958.htm
Chinese Weightlifters Eating in Korea.  Youtube.  25 Nov 2009.  Web.  6 Aug 2013.  http://www.youtube.com/watch?v=4uYmxb-A4Ag
Diehl, Kari.  Kjötsúpa, Icelandic Lamb Soup.  Web.  6 Aug 2013.  http://scandinavianfood.about.com/od/souprecipes/r/kjotsupa.htm
Hofmekler, Ori.  Warrior Diet.  St. Paul:  Dragon Door, 2003.
Kadokura, Tania.  Sumo Stew.  Saveur Magazine.  Nov 2002.  Web.  7 Aug 2013.  http://www.banzuke.com/chanko-nabe/
Klokov Discusses Diet.  Forum Post.  12 Aug 2011.  Web.  6 Aug 2013.  http://pendlayforum.com/showthread.php?t=3610
Kondo M, Abe T, Ikegawa S, Kawakami Y, Fukunaga T.  Upper limit of fat-free mass in humans: A study on Japanese Sumo wrestlers.  Am J Hum Bio. 1994.  5(6) 613–618.
Lidz, Franz.  From Soup to Guts.  Slate.  30 Nov 2004.  Web.  4 Aug 2013.  http://www.slate.com/articles/sports/left_field/2004/11/from_soup_to_guts.html
Pendlay, Glenn.  Weightlifter’s Kitchen w/ Glenn Pendlay – Crock Pot Stew.  Youtube.  24 Feb 2013.  Web.  6 Aug 2013.  http://www.youtube.com/watch?v=QD_V3urp1eg

 

Anúncios
Esse post foi publicado em Nutrição, Saúde e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

7 respostas para Cozidos Anabólicos para Caralho

  1. Mateus disse:

    Puta que pariu, como não descobri esse blog antes? Posta mais por favor, e se precisar de ajuda em tradução, estamos aí!

  2. Pingback: Low Carb, Jejum, cetose e Cozidos Anabólicos | redogma

  3. redogma disse:

    Daniel, inspirado no nuvem de giz, resolvi começar a escrever num blog, dê uma olhada, acabei de fazer um post sobre os cozidos, e outras coisas mais. Um abraço!

    https://redogma.wordpress.com/2016/07/23/low-carb-jejum-cetose-e-cozidos-anabolicos/

  4. Pingback: Nitratos, Nitritos, Saliva, Carnes e o Câncer | redogma

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s