No fap? Nem fudendo.

por Jamie Lewis, o original está aqui

Tradução Daniel Castro

Não é segredo que há muito tempo eu adotei a miríade de benefícios da masturbação com um método para desacorrentar sua besta interior para que você possa dominar coisas pesadas, e a vida em geral. Talvez devido ao fato de que eu esteja tentando justificar meus anos de formação, muitos dos quais foram como os de uma macaco aranha adolescente, abusando de mim mesmo como se eu fizesse um show sadomasoquista solo. Talvez, porém, seja porque eu sei sobre o que eu falo, e dado o fato de que realmente pesquisei sobre o assunto, é bem possível que ambas razões sejam igualmente válidas. Para esclarecer mais um pouco, porém, meu interesse na promoção da masturbação como uma atividade endócrina útil venha em grande parte do fato que eu descobri, a um alto custo, exatamente o que a abstenção causa, e provavelmente não é difícil chegar a conclusão de ela funcionou tão bem quanto a imitação de Harvey Keitel feita por Aaron Hernandez no filme Pulp Fiction.

Aparentemente, Aaron Hernandez não se importa em não ver o aviso sobre quem ele poderia guardar em sua casa, também.

Durante um verão na faculdade eu de algum modo comecei a conversar com um geriátrico em minha academia que ainda tinha veias no bíceps, que rivalizavam com as minhas atuais. Na época eu ainda estava querendo ter o que eu e meus amigos chamamos de “as veias Arnold”, e então eu naturalmente assumi que qualquer homem com a muscularidade e definição necessárias para mostrar as veias até do fígado provavelmente saberia sobre o que ele estava falando. Deste modo, quando ele me contou que sua força e virilidade vinham da abstenção tanto de sexo quanto de masturbação, já que derramar sua semente era um desperdício de sua vitalidade, eu absorvi a informação como um papel toalha e resolvi parar com as práticas na hora. Isto não foi fácil- eu me masturbei duas ou mais vezes por dia desde a segunda série, e dormir sem tocar uma era antes e é agora tão provável quanto Verne Troyer enterrar uma cesta sem o uso de um jato portátil. Ainda assim, eu tentei, e durante um ano eu me masturbei até o fim cerca de duas a quatro vezes por mês. Orgulhoso de meu “auto controle”, eu esperei pacientemente para que Brodin me abençoasse com os ganhos pelos quais eu rezava todas as noites. Eles não vieram, mas o que veio foi um caso horrível de disfunção erétil quando eu tentava fazer sexo que era tanto tirava a respiração quanto me enfurecia. Não que eu não conseguisse subir- minhas ereções ficavam ligando e desligando sem motivo e não deixavam nenhum dos dois gozar. Em Pânico, eu marquei um urologista, que riu alto quando eu expliquei o que eu havia feito (ou não havia feito, no caso) no ano anterior. É isso mesmo- um cara de 23 anos em pânico foi tirado a risadas do consultório médico, de tão estúpida que fora sua mentalidade no ano anterior. Após me garantir que meu pau pararia de morrer aleatoriamente durante o sexo se eu seguisse seu conselho, ele me mandou embora com “Compre umas Penthouses (não Playboys) e se masturbe o máximo possível, e não menos que três vezes ao dia” escrito na receita médica.

Você pode ver, então, porque eu quero expôr as pessoas que acreditam que a abstenção da masturbação e do sexo frequente como as mentirosas, nada boas, podres, vidas baixas, lambedoras de cobras, comedoras de sujeiras, filhas de parentes, glutonas, ignorantes, sugadoras de sangue, descerebradas, sem caralhos, sem esperanças, sem coração, de bundas gordas, olhos de inseto, pernas duras, com lábios manchados, cabeças de minhoca e sacos de merda de macaco que elas são. Não somente seu raciocínio é incorreto- mas elas entendem a ciência menos que o pessoal que pensa que a Terra tem 6.000 anos, não têm espírito competitivo, e são (para pegar emprestado uma frase que eu geralmente acho ridícula mas que é perfeita aqui), beta para caralho.

Não deve ser surpresa que o progenitor do movimento anti-masturbação no Reddit seja um homossexual cristão enrustido que parou de tocar uma para que Jesus não jogasse sua bunda no maior churrasco do universo. Isto se alinha perfeitamente aos movimentos anti-masturbação históricos, todos motivados por cristãos que estava morrendo de medo que seu temível senhor judeu no céu subitamente decidisse por uma dentre meio milhão de pequenas regras contraditórias e platitudes esquecíveis que ele falou nos últimos dois mil anos subitamente fosse a mais importante de todas. Esqueça os Dez Mandamentos, estes cuzões ficam procurando em cada centímetro de seu livro sagrado de fábulas hebraicas algo para vilificar todas as atividades de eles puderem. Deste modo, masturbadores em New Haven, Connecticut eram puníveis com a morte se pegos, e a pensavam que a masturbação levava à doença e à morte nos círculos puritanos durante centenas de anos. Como os psicóticos anti-masturbação da era moderna, aqueles dos dias passados tinham todos os tipos de crenças sobre os males da masturbação, sem qualquer relação com a realidade. Por eemplo, eles pensavam que a masturbação causava:

  • vômitos
  • náusea
  • enfraquecimento dos órgãos respiratórios
  • tosse
  • rouquidão
  • paralisia
  • impotência
  • perda de libido
  • dor nas costas
  • desordens do olho e ouvido
  • total diminuição de poderes corporais
  • palidez
  • magreza
  • espinhas na cara
  • declínio dos poderes intelectuais
  • perda de memória
  • ataques de raiva
  • loucura
  • idiotice
  • epilepsia
  • febre
  • suicídio
  • distúrbios do estômago e digestão
  • perda de apetite ou fome grande [ed- este é um dos meus favoritos, já que cobre todos os tipos de apetites]
  • uma perda perceptível de força, memória e até mesmo razão
  • visão turva
  • todos os distúrbios nervosos
  • todos os tipos de gota e reumatismo
  • enfraquecimento dos órgãos de reprodução
  • sangue na urina
  • distúrbios do apetite
  • dores de cabeça
  • problemas no fígado e nos pulmões
  • neuralgia
  • reumatismo
  • problemas na espinha vertebral
  • doenças nos rins
  • tumores cancerosos

Hilário!

O inventor meta-psicótico dos Corn Flakes, John Harvey Kellogg, rotineiramente queimava clitóris de mulheres e costurava a pele do pênis de homens para prevenir a masturbação, que dá uma ideia de qual errados e psicóticos os anti-masturbacionistas são. Você pode também achar interessante que não existem dois anti-masturbacionistas tenham identificado os mesmo efeitos deletérios da prática. Isto, é claro, porque assim como os proponentes modernos da abstenção, seu raciocínio é basicamente uma grande quantidade de mentiras, afogadas em um grande molho de mentiras e coberta com pitadas de zelo religioso fora do lugar. Provavelmente existem castrados com mais opiniões baseadas em fatos sobre os efeitos na saúde do que estes idiotas, e os Manuscritos de Voynich provêm um exemplo muito melhor de argumentação racional, apesar de serem escritos em uma linguagem sem nexo. Eu preferiria dar ao Edward Mãos-de-Tesoura o cuidado de um bebê do que dar a um psicopata no-fap acesso a um computador. Em resumo, tomar as palavras de uma no-fapper como verdade equivale a confiar em cada palavra de uma palestra sobre o feminismo apresentada por uma muçulmano que pontua cada frase com um soco na barriga de uma infiel grávida, e bate em sua esposa de dez em dez minutos para melhorar a circulação das mãos.

Quê? Suas mãos estavam frias.

No passado, eu afirmei fortemente que níveis de testosterona aumentam quando se ejacula frequentemente. Já que existem estudos que suportam e outros que refutam isto, eu me descobri me defendendo contra eunucos mal alfabetizados que quase não conseguiam formular suas respostas em inglês humano. Com sorte, porém, eu achei o Fat Man de sua Nagasaki- em nenhum ponto de qualquer destes estudos os cientistas envolvidos tomaram nota da testosterona livre ou da SHBG (Globulina Transportadora de Hormônio Sexual). As afirmações dos no-fappers são de que evitar a masturbação irá elevar os níveis totais de testosterona para níveis jamais vistos e deste modo resultar em hipertrofia extrema e poder sexual como os de Ron Jeremy. Embora uma rápida olhada no perfil de qualquer membro de um fórum no-fap vá imediatamente lhe convencer da não veracidade de suas alegações, a ciência vem resgatar e encorajar todos a pegarem seus paus e baterem um como se eles tivessem tentando pegar no tranco um cortador de grama particularmente recalcitrante. O movimento anti-masturbação é totalmente baseado (pelo menos no que diz respeito à ciência) em um estudo chinês que mostrou um aumento de 46% em um dia na testosterona total após sete dias de abstenção.

Não, baby- nós temos de esperar mais seis dias antes de meter, porque eu não entendo endocrinologia básica e Jesus e tal.

O problema aqui, é que é a testosterona livre, não a total, que é o hormônio que realmente importa. Adicionalmente, já foi demonstrado que a testosterona total não é um indicador confiável da testosterona livres na maioria dos homens (Anawalt). Para aqueles de vocês que não estão a par da importância da testosterona livre e da SHGB em seus corpos, mantenham o seguinte em mente- apenas cerca de 2% de sua testosterona total testosterona é testosterona livre. Isto significa que apenas 2% dela está biologicamente ativa, e somente 2% dela está disponível para ajudar no processo de construção de músculos. Adicionalmente, são os níveis de testosterona livre e de SHBG que estão significantemente correlatados com a função orgásmica e com a função erétil (Ahn). Altos níveis de testosterona livre se correlatam positivamente com a função erétil, enquanto altos níveis de SHBG correlatam fortemente com a disfunção erétil-  a testosterona total não entra na equação. Assim, se você tiver níveis mais altos de testosterona total mas um aumento da SHGB, você teoricamente teria a função sexual e os resultados de hipertrofia de… qualquer membro de fóruns anti-masturbação, ou seja, nada dos dois. A ciência de novo cobre minhas costas aqui, e um estudo com epiléticos usando medicamentos anti-convulsões descobriu que embora a testosterona toal e o hormônio luteinizante fossem aumentados, o aumento concomitante da SHBG e a queda da testosterona livre levava a uma libido menor e à disfunção erétil (Toone).

Eu estou, claro, simplesmente especulando com a ideia da testosterona livre/testosterona total/SHGB, mas eu quero apontar que estudos apontando uma testosterona total maior são totalmente inúteis para demonstrar a ineficácia da masturbação infrequente. O que é bem evidente para cientistas, porém, é que falta de sexo faz seu pau desistir como se ele fosse um tomate branco e gordo no ringue contra o Mike Tyson que acabara de sair da prisão. Em outras palavras, “o risco de disfunção erétil está inversamente relacionado à frequência do sexo” (Koskimäki). Outro estudo demonstrou que a masturbação é um excelente método para resolver a disfunção erétil (Sue). Já que esta é inversamente correlata com os níveis de testosterona livre, é razoável que a atividade sexual frequente aumente os níveis de testosterona livre. Mesmo se os eunucos estiverem corretos, porém, e eles conseguirem um pico de um dia em sua testosterona livre após sete dias de abstinências, eles estariam potencialmente ganhando um dia de hipertrofia por semana pelo sacrifício de uma vida inteira de traições nas mãos de uma melhor que gosta de caras com paus que funcionem (o que seria 93% delas, i.e. todas não lésbicas). Se isto for o que você gosta, tudo bem- coloque um cinto de castidade e fique com seu caralho preso- eu te aviso, porém, que nem a evidência anedotal nem a científica apoiam a ideia de que maridos traídos são fortes e definidos.

Eu posso estar matando meus ganhos na academia, de acordo com os no-fappers,mas eu estou consideravelmente melhorando meus ganhos de minha salsicha viril.

O próprio fato de que eu achei necessário gastar tempo pesquisando sobre este tópico embrulha meu estômago- a premissa anti-masturbação é tão anti-intuitiva e asinina que ela desafia explicações lógicas. O fato que eles se sentem confortáveis discutindo seus novos poderes sexuais após um período de abstenção é ainda mais ridículo- é como aquela vadia gorda e chata da academia que se sente confortável em dar conselhos sobre dieta porque ela supostamente viu os abdominais dela algum dia no passado. Enquanto ela saía com uma pessoa de quem nunca ninguém ouviu falar, que vivia em outro estado. E em outra dimensão. Você sabe- na dimensão onde pessoas com 30% de gordura corporal podem ver os abdominais, e idiotas que fodem uma vez por ano gozam com tanta força quanto estrelas pornôs, e fazem garotas gozarem tão forte que elas ficam parecendo ter Parkinson, Paralisia de Bell, e epilepsia. Em resumo, defensores do movimento no fap são sacos mentirosos de molho fraco, magrelos, socialmente retardados, bostas de cachorro, fundamentalistas cristãos, sem entendimento da ciência e da sexualidade humana.

Como Genghis Khan disse “aquele que goza mais e tem a maior pilha de caveiras inimigas ganha.”

Fontes:
Ahn HS, Park CM, Lee SW.  The clinical relevance of sex hormone levels and sexual activity in the ageing male.  BJU Int. 2002 Apr;89(6):526-30.

Anawalt BD, Hotaling JM, Walsh TJ, Matsumoto AM.  Performance of total testosterone measurement to predict free testosterone for the biochemical evaluation of male hypogonadism.  J Urol. 2012 Apr;187(4):1369-73.
John Harvey Kellogg.  Wikipedia.  Web.  11 Jul 2013.  http://en.wikipedia.org/wiki/John_Harvey_Kellogg#Drastic_measures
Koskimäki J, Shiri R, Tammela T, Häkkinen J, Hakama M, Auvinen A.  Regular intercourse protects against erectile dysfunction: Tampere Aging Male Urologic Study.  Am J Med. 2008 Jul;121(7):592-6.

Sue D.  Masturbation in the in vivo treatment of impotence.  J Behav Ther Exp Psychrot.  1978 Mar;9(1):15-16.

Toone BK, Wheeler M, Nanjee M, Fenwick P, Grant R.  Sex hormones, sexual activity and plasma anticonvulsant levels in male epileptics.  J Neurol Neurosurg Psychiatry 1983;46:824-826
Anúncios
Esse post foi publicado em Saúde e marcado , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para No fap? Nem fudendo.

  1. Mateus disse:

    Então, no meu caso eu tenho um problema, pois quando eu me masturbava a cada 2/3 dias eu me sentia cansado e sem energia para nada. Agora me masturbando uma vez por semana minha libido caiu muito.

  2. Pingback: 4 “Supercomidas” e sua Efetividade | Nuvem de giz

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s