Não relaxar

por Daniel Castro

“No tártaro, Sísifo foi considerado um grande rebelde e teve um castigo, juntamente com Prometeu, Tício, Tântalo e Íxion.

Sísifo recebeu esta punição: foi condenado a, por toda a eternidade, rolar uma grande pedra de mármore com suas mãos até o cume de uma montanha, sendo que toda vez que ele estava quase alcançando o topo, a pedra rolava novamente montanha abaixo até o ponto de partida por meio de uma força irresistível, invalidando completamente o duro esforço despendido”

O mito de Sísifo pode ser usado como uma grande analogia para tudo de bom que podemos alcançar. Em qualquer, digo, qualquer coisa que conquistamos, não podemos relaxar. Se Lionel Messi ou qualquer outro esportista próximo de seu calibre não treinar constantemente, porque acham que são os melhores, seu nível irá cair, e lá se vai a pedra se Sísifo rolando montanha abaixo.

Embora sejam pouquíssimos os atletas ou empresários, artistas, escritores et al. de altíssimo nível, também nós, pessoas “comuns” temos de ficarmos atentos para não cairmos no relaxamento do sucesso. Há cerca de um ano relatei como superei uma depressão, e umas das pedras fundamentais do processo foi uma alimentação sem porcarias, e outra foi musculação pesada. Bem, mais ou menos por volta daquela época, quando minha força estava bastante grande (174kg na repetição única do levantamento terra), o que para quem começou pegando 6kg no supino (total, não de cada lado!) é uma quantidade bastante boa), testosterona elevada, 5% de gordura corporal etc., bem como outras áreas de minha vida melhoraram muito nos dois anos anteriores. Acontece que para manter esse alto nível físico e psicológico uma dieta regular é necessária, mas eu caí na besteira de me achar um super homem que podia voltar a comer lixos e manter uma performance de alto nível.

Isto foi estúpido, e minha motivação sofreu com meus erros, e meu desempenho na academia e na vida em geral sofreu junto. Mas durante a última semana, sofri uma lesão na coxa durante a aula de Jiu Jitsu que deve me deixar um bom tempo de molho. Como lição, volto a descobrir que não, chocolate, pizza e afins não valem a pena, e comer carne vermelha e outras proteínas de boa qualidade todos os dias é fundamental. Pelo lado bom, esta lesão servirá para abrir meus olhos novamente para o fato de que a nossa saúde segue nossas boas práticas, e fica o breve alerta para que não sejamos relaxados. Nunca.

Ps.: Um artigo mais detalhado para aprofundamento pode ser lido aqui.

Anúncios
Esse post foi publicado em Saúde e marcado . Guardar link permanente.

Uma resposta para Não relaxar

  1. azothefesus disse:

    O preço do relaxamento às vezes é muito alto.

    Também dei uma relaxada na dieta e na atenção em uma temporada de treinos intensos e acabei estourando os ligamentos. Este é um excelente artigo baseado na vivência, a vida nos ensina duras lições – muitas vezes por um preço altíssimo.

    Que os seus leitores aproveitem esta lição que deu de graça, para não passarem o mesmo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s