Namore um barrigudinho, ou uma Ode à fraqueza e à preguiça

Embora eu tenha iniciado este blog com o intuito de falar sobre musculação e alimentação, um dos meus primeiros posts foi sobre a praga chamada politicamente correto. Não sei se me sinto feliz por fazer um texto que envolve ambos campos, ou mais desanimado com o futuro da humanidade por um texto tão sem sentido ser amplamente considerado um bom texto e ser divulgado em diversos sites, listas de e-mails, redes sociais e afins… Enfim, vamos ao texto, e subsequentemente à sua análise:

(palavras de uma psicóloga experiente)

Tenho um conselho valioso para dar aqui: se você acabou de conhecer um rapaz, ficou com ele algumas vezes e já está começando a imaginar o dia do seu casamento e o nome dos seus filhos, pare agora e me escute! Na próxima vez que encontrá-lo, tente disfarçadamente descobrir como é sua barriga.

Se for musculosa, torneada, estilo `tanquinho´, fuja! Comece a correr agora e só pare quando estiver a uma distância segura. É fria, vai por mim.

Homem bom de verdade precisa, obrigatoriamente, ostentar uma barriguinha de chopp. Se não, não presta. Estou me referindo àqueles que, por não colocarem a beleza física acima de tudo (como fazem os malditos metrossexuais), acabaram cultivando uma pancinha adorável. Esses, sim, são pra manter por perto. E eu digo por quê.

Você nunca verá um homem barrigudinho tirando a camisa dentro de uma boate e dançando como um idiota, em cima do balcão. Se fizer isso, é pra fazer graça pra turma e provavelmente será engraçado, mesmo. Já os `tanquinhos´ farão isso esperando que todas as mulheres do recinto caiam de amores – e eu tenho dó das que caem. Quando sentam em um boteco, numa tarde de calor, adivinha o que os pançudos pedem pra beber? Cerveja! Ou coca-cola, tudo bem também. Mas você nunca os verá pedindo suco. Ou, pior ainda, um copo com gelo, pra beber a mistura patética de vodka com `clight´ que trouxe de casa.

E você não será informada sobre quantas calorias tem no seu copo de cerveja, porque eles não sabem e nem se importam com essa informação. E no quesito comida, os homens com barriguinha também não deixam a desejar.

Você nunca irá ouvir um ah, amor, `Quarteirão´ é gostoso, mas você podia provar uma `McSalad´ com água de coco. Nunca! Esses homens entendem que, se eles não estão em forma perfeita o tempo todo, você também não precisa estar. Mais uma vez, repito: não é pra chegar ao exagero total e mamar leite condensado na lata todo dia! Mas uma gordurinha aqui e ali não matará um relacionamento. Se ele souber cozinhar, então, bingo! Encontrou a sorte grande, amiga. Ele vai fazer pra você todas as delícias que sabe, e nunca torcerá o nariz quando você repetir o prato. Pelo contrário, ficará feliz.

Outra coisa fundamental:

Homens barrigudinhos são confortáveis!

Experimente pegar a tábua de passar roupas e deitar em cima dela. Pois essa é a sensação de se deitar no peito de um musculoso besta. Terrível!

Gostoso mesmo é se encaixar no ombro de um fofinho, isso que é conforto. E na hora de dormir de conchinha, então? Parece que a barriga se encaixa perfeitamente na nossa lombar, e fica sensacional.

Homens com barriga não são metidos, nem prepotentes, nem donos do mundo.

Eles sabem conquistar as mulheres por maneiras que excedem a barreira do físico. E eles aprenderam a conversar,a ser bem humorados, a usar o olhar e o sorriso pra conquistar. É por isso que eu digo que homens com barriguinha sabem fazer uma mulher feliz.

CARLA MOURA
PSICÓLOGA, ESPECIALISTA EM SEXOLOGIA
(Ps. não leve tão a sério)

Olhe a cara de desgosto das moças

Bem, vamos à análise:

Tenho um conselho valioso para dar aqui: se você acabou de conhecer um rapaz, ficou com ele algumas vezes e já está começando a imaginar o dia do seu casamento e o nome dos seus filhos, pare agora e me escute! Na próxima vez que encontrá-lo, tente disfarçadamente descobrir como é sua barriga. 

A suposta moça já gostou muito do suposto sujeito, ao ponto de já imaginar o dia do casamento, mas ainda assim a psicológa autora do texto, está determinada em provar que se o sujeito tem uma bela barriga, ela deve fugir dele. Mesmo que consideremos que o preconceito que ela vai exibir daqui pra frente algo natural, porque ela não se concentrou em outros aspectos negativos, e, ao invés disto, se mostrou determinada em julgar homens negativamente por mera aparência?

Se for musculosa, torneada, estilo `tanquinho´, fuja! Comece a correr agora e só pare quando estiver a uma distância segura. É fria, vai por mim.

Homem bom de verdade precisa, obrigatoriamente, ostentar uma barriguinha de chopp. Se não, não presta. Estou me referindo àqueles que, por não colocarem a beleza física acima de tudo (como fazem os malditos metrossexuais), acabaram cultivando uma pancinha adorável. Esses, sim, são pra manter por perto. E eu digo por quê.

Este é um exemplo claro da dissonância cognitiva que afeta os invejosos. Este tipo de pessoa é o primeiro a dizer que “não se deve julgar um livro por sua capa”, isto é, exceto se a capa for bonita, nesse caso, você pode julgar desde que seja um julgamento desfavorável. Aqui, faço das palavras de Rollo Tomassi, as minhas:

Eu acho fascinante que muitas vezes as mesmas pessoas que te dizem que “não se deve julgar um livro por sua capa” em relação a um físico menos que ideal (sendo polido) e mérito pessoal, são as primeiras a dizerem o quão “superficial” uma pessoa deve ser se elas dedicam o que elas “pensam” ser muito tempo melhorando as suas aparências. Eu sou fisiculturista há mais de 20 anos, meu irmão competia no circuito amador quando éramos jovens, e eu encontrei vários competidores de “fitness”, bem como homens e mulheres comuns que têm orgulho de seu físico, e o que tenho a dizer é que a maioria deles eram pessoas muito positivas, inteligentes e psicologicamente saudáveis.

Pessoas de boa aparência, em geral, exemplificam o trabalho duro e a convicção necessários para continuar desse jeito. Não é somente o físico que os faz atraentes; é o entendimento subconsciente que a dedicação necessária para ser assim também é atraente. Quando você parece acima da média. especialmente em uma era e cultura em que 66% da população tem sobrepeso, existe um entendimento geral de que uma mente dedicada e convicta é necessária para você assim ser. Isto não é para negar que algumas pessoas tiveram sorte genética, mas, de maneira geral, manter um belo físico é o resultado de esforço concentrado.”

Você nunca verá um homem barrigudinho tirando a camisa dentro de uma boate e dançando como um idiota, em cima do balcão. Se fizer isso, é pra fazer graça pra turma e provavelmente será engraçado, mesmo. Já os `tanquinhos´ farão isso esperando que todas as mulheres do recinto caiam de amores – e eu tenho dó das que caem. Quando sentam em um boteco, numa tarde de calor, adivinha o que os pançudos pedem pra beber? Cerveja! Ou coca-cola, tudo bem também. Mas você nunca os verá pedindo suco. Ou, pior ainda, um copo com gelo, pra beber a mistura patética de vodka com `clight´ que trouxe de casa.

E você não será informada sobre quantas calorias tem no seu copo de cerveja, porque eles não sabem e nem se importam com essa informação. E no quesito comida, os homens com barriguinha também não deixam a desejar.

Pedir cerveja para beber agora se transformou em uma grande virtude, e pedir suco, um pecado. Como isto qualifica ou desqualifica alguém para relacionamentos está além dos meus poderes de compreensão. A situação de calorias no copo de cerveja é ainda mais bizarra. De modo geral, são os “nerds” quem sabem milhões de informações inúteis sobre diversas coisas, não pessoas com barriga de tanquinho. Agora, eu certamente conheço milhões de informações inúteis sobre várias coisas, e mesmo assim, não faço ideia de quantas calorias tem um copo de cerveja, e menos ainda fico discutindo isso com quem quer que seja. Coisa que duvido que outras pessoas com um físico em dia também o façam, e se alguém o fizer, a causa é um retardamento social independente do físico que ela por acaso tiver.

Você nunca irá ouvir um ah, amor, `Quarteirão´ é gostoso, mas você podia provar uma `McSalad´ com água de coco. Nunca! Esses homens entendem que, se eles não estão em forma perfeita o tempo todo, você também não precisa estar. Mais uma vez, repito: não é pra chegar ao exagero total e mamar leite condensado na lata todo dia! Mas uma gordurinha aqui e ali não matará um relacionamento. Se ele souber cozinhar, então, bingo! Encontrou a sorte grande, amiga. Ele vai fazer pra você todas as delícias que sabe, e nunca torcerá o nariz quando você repetir o prato. Pelo contrário, ficará feliz.

Outra noção ignorante é que para a manutenção de um belo físico temos de deixar de lado todas as comidas gostosas. Um dos maiores canalhas do século vinte, Ancel Keys, merece a culpa por isso. Se a autora do texto tivesse um mínimo de conhecimento sobre o tema, saberia que comidas deliciosas como bacon, ovos, e frutas como morangos e uvas, bem como nozes e outras, são excelentes para a manutenção de um corpo saudável, e consequentemente, belo. E com essas comidas é possível fazer diversos pratos muito superiores às porcarias embaladas que os preguiçosos adoram comer.

Outra coisa fundamental:

Homens barrigudinhos são confortáveis!

Experimente pegar a tábua de passar roupas e deitar em cima dela. Pois essa é a sensação de se deitar no peito de um musculoso besta. Terrível!

Gostoso mesmo é se encaixar no ombro de um fofinho, isso que é conforto. E na hora de dormir de conchinha, então? Parece que a barriga se encaixa perfeitamente na nossa lombar, e fica sensacional.

Todo homem que mudou seu físico seja de magrelo ou gordo para forte irá lhe dizer o contrário. Aliás, os olhares e mãos das mulheres que tal homem encontrar após suas transformação lhe dirão o contrário.

Homens com barriga não são metidos, nem prepotentes, nem donos do mundo.

Bem, eu certamente concordo que eles não deveriam ser. Entretanto um simples exame da realidade mostra o contrário. Homens com barriga geralmente são os mais arrogantes, talvez justamente para esconder a vergonha de serem bolas de banha insalutares. O que é uma pena, pois a humildade para mudar a condição física, e a saúde lhes cairiam bem. O homem mais odiado da internet explicaEu diria que se você for gordo, socialmente retardado ou um fracasso na vida, você certamente tem o dever de se odiar. Se você se sentir culpado por seus problemas, isso significa que você os reconhece, provavelmente esta trabalhando para se livrar deles. Ter uma alta auto-estima se você não tiver feito nada que a justifique é um sinal de desilusão. Desde quando ser orgulhoso por ser um perdedor se tornou socialmente aceitável?”

Eles sabem conquistar as mulheres por maneiras que excedem a barreira do físico. E eles aprenderam a conversar,a ser bem humorados, a usar o olhar e o sorriso pra conquistar. É por isso que eu digo que homens com barriguinha sabem fazer uma mulher feliz.

A quantidade de afirmações sem sentido é impressionante. O esforço em termos de tempo para se manter uma “barriga definida” é mínimo. Se você treinar cerca de 1 hora diária de segunda a sexta, mesmo computando uns 20 minutos de deslocamento de casa para a academia, você gastaria um total de 7 horas semanais para isso. Tenho a impressão que tal gasto dificilmente impediria alguém de aprender a conversar, ser bem-humorado etc. Mas parece que a lógica não deve interferir quando o objetivo for exaltar a preguiça e condenar a virtude, certo?

Anúncios
Esse post foi publicado em Musculação e marcado . Guardar link permanente.

Uma resposta para Namore um barrigudinho, ou uma Ode à fraqueza e à preguiça

  1. Pingback: O Navio de Teseu | Nuvem de giz

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s