David Rigert, ou a ciência as vezes mente

Este texto é uma tradução acurada, inclusive do estilo, (mas não do título) deste texto:

por Jamie Lewis

Imagem

Na figura acima, você vê um homem que provavelmente conseguia quebrar nozes com seus trapézios ou eretores da espinha.

  • Um homem tão inequivocamente brutal que se referiam a ele como “Homem de verdade” num país governado por um psicopata violento que luta com ursos e conquista a Ucrânia, sem camisa e à cavalo, no seu tempo livre.
  • Um homem que uma vez enfiou um cigarro acesso na bunda de um touro e viveu para contar a história (Butov).  
  • Um homem que quebrou 68 recordes mundiais em levantamento olímpico de peso, aos 90kg (sim, esse cara acima tinha 90kg, então podem começar a querer cortar seus pulsos agora). ganhou seis campeonatos mundiais em  levantamento olímpico de peso, e uma medalha de ouro nas Olímpiadas de 1976.
  • Um homem cujos exercícos na academia eram o cúmulo do ridículo: ele agachava 300kg x 6, levantamento-terra 400kg a partir de uma caixa de 15cm de altura, strict military pressed (este e alguns dos próximos exercícos não têm traduções boas para o português) 170kg, push pressed 220kg, jerked 260kg (após se aposentar com mais ou menos 100kg), snatched 200kg, power snatched 16 com seus malditos pés no ar (All Things Gym).   
  • Um homem que é o atual técnico da potência que é o time russo de levantamento olímpico
  • … e um homem que fumava incessantemente durante seus treinos e encontros de powerlifting, e que bebia doses de vodca na sala de aquecimento, entre uma série de aquecimento e outra (Van Vleck).

É, parece que toda a bebedeira e fumaça detonaram o físico do pequeno Davie.

 

“E daí?”, você pode estar dizendo.  “Todo mundo sabe que fumar vai te matar e mamãe disse que beber é ruim e os caras do Bodybuilding.com dizem que beber e fumar e masturbar é ruim e que garotas têm cooties (NT: uma doença fictícia para assustar crianças) ae somente pessoas que usam esteróides ficam acima de 68kg!”, talvez seja sua resposta.  Isto, é claro, porque a mídia popular te soterrou e você sabe mais sobre o mundo a sua volta do que um Pepino-do-mar deve saber sobre a aerodinâmica de helicópteros. Como nós (NT: ie o blog chaosandpain) já cobrimos extensivamente (aqui aqui), o consumo de alcoól, até mesmo a níveis de violência, perigo, irresponsabilidade, e quase chegando a intoxicação-porque-é-terça-feira comparáveis aos do Gary Buse , que não somente não é deletério ao treino, mas possivelmente ajudará o seu treino. Isto vai contra o que a  MADD (NT: Mães contra bebados ao volante), abstêmios, cristãos, os retardados mentais, e virgens podem dizer sobre o assunto, mas como eles estão geralmente incorretos sobre o que quer que seja sempre que eles abrem a boca, isto não deveria ser surpresa.

Lição: Só porque todo mundo parece concordar com algo, isto não faz aquilo correto. Lembre-se que pessoas são estúpidas.

Da mesma maneira, apesar de parecer que o fumo diminui o tempo de sua vida, ele faz seu tempo na Terra claramente melhor, porque aumenta sua testosterona, drasticamente reduz sua chance de sofrer doenças neurológicas, melhora a memória, atenção e velocidade psicomotora, estimula a criação de vasos sanguíneos, e aumenta em muito a perda de gordura corporal (Wang, English, Phillips, Andersson). Vamos parar por um momento enquanto você bebe isso tudo, podemos? Nós pararemos esse momento e olharemos a evidencias anedotais que possamos acrescentar ao exemplo do Rigert.
  • Arthur Saxon fumava como uma chaminé durante o Magnitogorsk Iron e o Steel Works nos anos 1890. De acordo com Thomas Inch, “Arthur parecia objetar a ir para cama em horas razoáveis, e muitas vezes sentava a noite toda fumando, jogando bilhar e até mesmo levantando pesos as três ou quatro da madrugada (Inch).
  • Durante os dias fabulosos do levantamento de peso dos anos 1970 (você sabe, quando as pessoas realmente levantavam pesos e ficavam mais fortes ao invés de prestarem atenção em merdas como “buttwinks” e se masturbando para videos de outras pessoas levantando pesos), pessoas fumavam na academia. “Fumaça de cigarro muitas vezes enchia o ambiente e cinzeiros ficavam perto da caixa de giz” e pessoas costumavam ” dar um pito, ir para a plataforma (com a “cereja” balançando na ponta) e fazer uma série de “power cleans” e então continuar a fumar (Van Vleck).
  • Os intervalos de meia hora que você vê nas rotinas búlgaras de treino não existem para que os levantadores possam descansar- elas são programadas para o fumo, porque levantadores de peso europeus tradicionalmente param para fumar durante o treino, e muitos levantadores olímpicos ainda fumam regularmente, mesmo com as proibições crescentos ao fumo na Europa. (Starting Strength, Lowe).
  • O chão do Centro de Treinamento Chinês de levantamento olímpico é cheio de tocos de cigarros (Larry).
  • O fisiculturista e mini-Godzilla Markus Ruhl fumava durante a preparação para acelerar a perda de gordura e ajudar a construir músculos. (Daily Motion)
  • O grande levantador olímpico Naim “Hércules de Bolso” Suleymanoglu era um fumante inveterado (Smith).
  • Lendário das antigas, lutador livre e  strongman George Lurich era um beberrão e frequente fumante que chocou George Hackenschmidt com seus hábitos “pouco saudáveis” antes de chutar a bunda dele na luta livre e ser um dos primeiros a realizar o jerk com mais de 180kg (Hackenschmidt).

    Olhem a destruição que fumar e beber causou no físico do pobre Lurich! Vamos tirar um minuto de silêncio para lamentar a sua total falta de força física, massa magra, e o fato de que ele não tinha dinheiro para comprar calças.

O fumo tira dez anos da sua vida. Bem, são os piores dez anos, né caras? Os do final! A cadeira de rodas, a hemodiálise e fraldas geriátricas. Podem ficar com esses anos! Nós nem queremos eles mesmo, certo?
– Denis Leary

Antes que eu continue, vou deixar claro que eu não fumo, nem nunca fumei. Eu porém, quase só saio com garotas que fumam, então meus níveis de fumo passivo são provavelmente sem paralelos, exceto por pessoas que trabalham em bares, boliches, e cabines eróticas. Eu nunca me preocupei muito com fumo passivo, principalmente por que isto é uma coisa estúpida com o que se preocupar, e também porque é sexy quando garotas fumam, mesmo que apenas pelo hedonismo do ato.  Eu gosto de vadias, todas elas fumam, então eu gosto de fumantes, é mais ou menos como as coisas funcionam. Interessantemente, a ciência dá suporte a essa linha de raciocínio, porque mulheres com alto nível de testosterona são mais propensas a serem promíscuas  (Waters), e já foi provado que o fumo aumenta níveis de testosterona, em mais de um estudo (Wang, English). Bem, por agora eu sei que você está bem cético, e não posso te culpar por isso. O que é incrível porém, é que a mesma pessoa que popularizou o fumo nos EUA e que fomentou uma parte significativa do do movimento de liberação feminina associando o mesmo com o fumo, era o pai das relações públicas modernas, Edward Bernays. Um cara bem seboso, Bernays essencialmente inventou as técnicas modernas de propaganda, e seus métodos eram tão efetivos que o infame nazista da propaganda Joseph Goebbels baseou  seu método totalmente em Bernays… apesar de que Bernays era judeu. Assim, você poderá considerar a possibilidade que a mídia tenha sido usada para manipular seus pensamentos neste assunto, levadas por uma variedade de grupos de “interesse” público, que talvez não tenham seus interesses no coração. Eu não estou dizendo que fumar fará bem para você, mas que não existe absolutamente justificação para a onda de vilificação dos fumantes, que basicamente compara o fumante médio com não somente um pedófilo, mas com pedófilos com paus de 30cm que vitimam somente crianças com vaginas e ânus infinitesimalmente pequenos.

SV

Uma van de um fumante típico nos EUA

De qualquer modo, o maior estudo em fumantes e seus níveis hormonais não foi conduzido nos EUA, porque fumantes são pessoas más que não merecem ser tratadas com seres humanos. Os chineses,porém, fizeram um estudo com 2.021 homens ( dos quais 989 não fumantes e 1032 fumantes)  de idades entre 20 e 69 anos, e descobriram que fumantes tinham níveis significativamente mais altos de testosterona total e livre, quando comparados a não-fumantes,  mesmo após ajustes para idade, IMC, triglicérides e consumo de álcool. Isso mesmo – ambos níveis eram “correlacionados com a quantidade de exposição ao tabaco” (Wang) (NT. O artigo original em inglês em que essa tradução se baseia fala em correlação negativa, mas o artigo similar fala em correlação positiva. Segundo o autor, o correto é correlação positiva). Como se isso não fosse o suficiente para explodir seus seios do seu corpo, um outro estudo confirmou os achados do chinês, sugerindo que fumar pode “influenciar os níveis total e livre de testosterona através de mudanças nos níveis de globulina ligadora de hormônios sexuais” (English). Então, nós temos uma correlação sólida entre uma testosterona mais alta e o hábito de fumar.

Pode existir também uma correlação entre a performance de “estamina” (NT. maratonas, por exemplo) e o fumo, que talvez você ache impossível, mas é fato. Uma rápida busca no Google revela que existem muitos atletas de estamina que fumam, e eles estão totalmente na defensiva contra a comunidade fumante, por eles decidirem ter maiores níveis de testosterona que todo mundo. Em um artigo chamado “Fumar cigarros: uma ferramente subutilizada no treino de estamina de alta performance” (“Cigarette smoking: an underused tool in high-performance endurance training”), porém o autor Kenneth Myers diz que:

“Foi demonstrado que fumar cigarros aumenta a hemoglobina  no soro sanguíneo, aumentar a capacidade total dos pulmões e estimular a perda de peso, fatores que contribuem para a melhor performance durante esportes. Apesar da evidência científica, o hábito do fumo entre atletas de elite é na verdade muitas vezes menor do que o da população geral. As razões para isto não são claras; porém pouco esforço foi feito por parte das federações nacionais para encorajar o fumo entre atletas.” (Myers).

Impressionantemente, um dos estudos em que Myers baseia seu argumento mostra que um aumento na hemoglobina no soro sanguíneo também é encontrado em beberrões, o que poderia explicar como David Rigert conseguia sobreviver as suas sessões de treino maratônicas. (Milman).

Agora, podemos citar a miríade de outros efeitos positivos do fumo- por exemplo, a já mencionada diminuição do risco de doenças neurológicas, melhora na memória, e velocidades de atenção e psicomotora, estímulo ao crescimento de vasos sanguíneos, e grande melhora na capacidade de perda de gordura. Todos esses benefícios vem da muito maldita nicotina, que é um alcaloide que age como estimulante em mamíferos. Embora ela tenha sido vilificada recentemente por suas capacidades viciantes (uma organização chamada Drug War coloca-a como mais viciante que a heroína), nicotina tem uma ampla gama de efeitos benéficos à saúde. Por exemplo:

Anúncios
Esse post foi publicado em Musculação, Saúde e marcado , . Guardar link permanente.

4 respostas para David Rigert, ou a ciência as vezes mente

  1. Oi, Daniel,

    Primeiramente, digo que se tem 200 artigos científicos dizendo que fumar faz mal e apenas 6 ou 7 dizendo que faz bem, nem pisco em seguir os primeiros. Porque fumar pode ser legal, mas prefiro ter um pulmão de aspecto rosáceo do que o tê-lo preto. Na verdade, é normal as pessoas racionalizarem os vícios e os mentalizarem como hábitos positivos. O tipo de racionalização: “prefiro descartar os 10 anos finais da minha vida porque não prestam” é furado. Ora, vc sempre vai ter esses 10 anos finais. Seja mais cedo ou mais tarde. Daí é escolha do indivíduo se prefere passar esses últimos 10 anos com um resquício de saúde ou com uma doença crônica provindo dos fumos de outrora, sofrendo e dando trabalho para os outros.
    Me lembro de uma anedota, um caminhoneiro encontrou na estrada uma mulher com com cabelos brancos, encurvada e com a cara toda enrugada. Ela estava com um cigarro na mão e um litro de cachaça na outra. O homem pensou: “Nossa, essa anciã, tão velha, chegou a essa idade fumando e bebendo! Vou fazer o mesmo!!” O caminhoneiro perguntou a idade da mulher. – Quarenta e três… – respondeu. Ela deve está vivendo os últimos 10 anos…

    Aloisio Teixeira

    • Daniel Castro disse:

      Aloisio, seu argumento na verdade é uma falácia lógica, conhecida como ad populum (e uma dose de ad vericundiam também).
      Agora a parte sobre os 10 piores anos da vida adveio do humor peculiar do autor…
      Daniel.

  2. Pingback: Pensamentos Aleatórios 6 | Nuvem de giz

  3. Pingback: Cozidos Anabólicos para Caralho | Nuvem de giz

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s