O Fígado Não é um “Filtro”

por Chris Masterjohn, o original está aqui:

Tradução por Daniel Castro.

 

NT.: Há uma campanha velada de demonização do fígado, a víscera mais comum em nossas dietas. Supostamente ele acumularia toxinas como um filtro. É com o propósito de desmistificar isto que vem o texto a seguir:

Por favor juntem-se a mim numa campanha global para corrigir o entendimento incorreto de que o fígado “filtra” toxinas.

Filtros removem coisas indesejáveis do ar, água, óleo ou de quaisquer outros materiais desejáveis. Eles fazem isso aderindo às coisas indesejáveis. Como resultado, eles ficam sujos e eventualmente precisam ser trocados.

Muitas pessoas acreditam que é isso que o fígado faz.

Quando mencionamos comer fígado, eles dizem, “não vou comer algo que filtra toxinas,” como se todas elas estivessem realmente no fígado.

Mas não é isso que o fígado faz. Realmente não.

Eu realmente não acredito que pessoas precisem de terem estudado fisiologia academicamente para entender corretamente o que o fígado faz. Portanto, eu proponho que juntemos forças para corrigir qualquer um que diga ou deixe implícito que “o fígado é um filtro.” Para fazê-lo eu recomendo estas três correções, cada uma apropriada para um nível diferente de entendimento científico:

  • Nível 1. “O fígado não filtra toxinas do sangue. Ele ajuda a mandá-las para suas fezes e urina para que elas saiam de seu corpo.”
  • Nível 2. “O fígado não filtra toxinas. Ao invés disso, ele as modifica para torná-las menos tóxicas e fáceis de excretar. Isto leva à sua eliminação nas fezes e urina, e não à sua retenção no fígado.”
  • Nível 3. “O fígado não filtra toxinas. A desintoxicação hepática acontece em três fases. A fase 1 oxida a molécula. Isto serve como preparação para a fase 2. A fase 2 conjuga a molécula com um de diversos grupos químicos. Isto serve a dois propósitos: um é tornar a toxina menos ativa metabolicamente; o outro é torná-la solúvel em água. A fase 3 exporta o conjugado na bile, que o leva aos intestinos. Dali, ou as toxinas saem nas fezes, ou são reabsorvidas na corrente sanguínea e saem do corpo pela urina.

Todo mundo pode entender pelo menos uma dessas explicações!

Por favor se juntem a mim para não deixar que qualquer pessoa na Terra, homem ou mulher, adulto ou criança, rica ou pobre, negra, branca ou parda, fraca ou forte, cientista ou artista, capitalista ou comunista, pense que o fígado seja um filtro, e vamos corrigir TODOS:

O fígado não é um filtro.

Anúncios
Publicado em Ciência, Nutrição | Marcado com , , | 2 Comentários

10 motivos pelos quais a frutose é perigosa

por Sébastien Noël, o original está aqui.

Tradução por Daniel Castro

Sugar

Açúcar

É conhecimento geral em círculos sobre a dieta paleo que açúcar, especialmente o açúcar frutose, deve ser limitado e pode causar diversos problemas como aqueles sob o termo síndrome metabólica. Ao contrário de outras comidas insalutares e não-comidas (grãos, soja, óleos vegetais), o açúcar também ocorre em comidas salutares como frutas e vegetais. Isto pode tornar mais difícil para nós realmente entendermos os perigos de consumirmos açúcar demais e lembretes são geralmente uma boa ideia.

O problema vem da quantidade de açúcar consumido nas dietas hodiernas. Nós provavelmente nunca tivéramos contato com tantas frutas doces na história, e muito menos sucos de fruta, refrigerantes, adoçantes e guloseimas doces. Se alguns de nossos ancestrais estiveram em contato com grandes quantidades de frutas doces, certamente não era ao longo do ano todo.

Na sacarose (açúcar comum) e em frutas adocicadas, a parte que é problemática é o açúcar frutose. A outra parte é a glicose, que pode ser usada por todas nossas células e é o principal combustível da vida na terra.

Porque a glicose é o bom açúcar, pode ser usada por todas nossas células para energia, e é essencial para algumas partes do nosso corpo (NT.: a glicose é essencial para algumas células, mas a sua ingestão, não, pois o corpo tem capacidade de produzir glicose via neoglicogênese), a melhor fonte natural de carboidratos são vegetais de amido. O amido é um complexo polímero de moléculas de glicose que é por nós digerido e absorvido como moléculas individuais de glicose. Vegetais de amido foram demonizados no passado por praticantes da dieta paleo, mas a ciência demonstrou que não somente eles são saudáveis de maneira geral, mas também têm sido consumidos há muito tempo por nossos ancestrais como uma fonte densa em energia. É claro, muitas fontes de amido como grãos e leguminosas são muito ruins para a saúde e o consumo exagerado de carboidratos também é problemático, especialmente para quem já tem problemas metabólicos.

Continuar lendo

Publicado em Nutrição | Marcado com , , , | Deixe um comentário

O Mito dos Nitratos e Nitritos – Outro Motivo Para Não Temer Bacon

Por Chris Kresser, o original está aqui.

Tradução por Daniel Castro.

Além de estar cheio de “gordura saturadas que entope artérias” e sódio, bacon há muito tem sido considerado não saudável devido ao uso de nitratos e nitritos durante o processo de cura. Muitos médicos convencionais, e amigos e parentes bem intencionados, irão basicamente dizer que você está pedindo para ter um ataque cardíaco ou câncer ao comer a comida que entusiastas paleos se referem amorosamente como “carne guloseima”.

A crença que nitratos e nitritos causam problemas sérios à saúde está entrincheirada na consciência popular e mídia. Veja este vídeo para ver Steven Colbert explicar como a vindoura escassez irá prolongar nossas vidas devido à redução de nitratos em nossas dietas.

De fato, o estudo que originalmente ligou nitratos a risco de câncer e causou medo já foi desacreditado após ser submetido a uma revisão por pares. Houveram grandes revisões da literatura científica e não foi descoberta ligação entre nitratos ou nitritos com cânceres em humanos, ou mesmo evidências que apenas sugerissem que eles sejam carcinogênicos. Além disso, pesquisas recentes sugerem que nitratos e nitritos não apenas são inofensivos, mas que podem ser benéficos, especialmente para a imunidade e saúde do coração. Ainda está confuso? Vamos explorar a questão um pouco mais.

Resultado de imagem para hot women bacon

Isso te dá medo?

 

Pode surpreendê-lo descobrir que a grande maioria da exposição a nitratos e nitritos não vem da comida, mas de fontes endógenas do corpo. (1)

De fato, nitritos são produzidos por seu próprio corpo em mais quantidade do que pode ser obtido de comida, e nitritos salivares são responsáveis por entre 70 e 90% de nossa exposição total a nitritos. Em outras palavras, seu cuspe contém muito mais nitritros do que qualquer coisa que você possa comer.

Quando se trata de comidas, vegetais são a fonte principal de nitritos. Em média, cerca de 93% dos nitritos que ingerimos pela comida vêm de vegetais. Pode chocá-lo saber que uma porção rúcula, duas de alface, e quatro de aipo ou beterrabas têm mais nitritos que 467 cachorros quentes. (2) E sua própria saliva tem mais nitritos que tudo isso! Então se você eliminar carnes curadas de sua dieta, poderá ter de se preocupar com sua ingestão de aipo. E tente não engolir tão frequentemente.

Deixando o humor de lado, não há motivos para temer nitritos em sua comida, ou saliva. Evidências recentes sugerem que nitritos são benéficos para as funções imune e cardiovascular; eles têm sido estudados como tratamento potencial para hipertensão, ataques cardíacos, anemia falciforme e distúrbios circulatórios. Mesmo que eles fossem perigosos, carnes curadas não são uma fonte significativa, e o USDA somente permite 120 partes por milhão em cachorros quentes e no bacon. Também, durante o processo de cura, a maioria dos nitritos formam óxido nítrico, que se junta ao ferro e dá às salsichas e ao bacon sua cor rosa característica. Após esse processo, a quantidade de nitrito que sobra é de apenas 10 ppm.

E se você pensa que pode evitar nitratos e nitritos ao comer os chamados cachorros quentes e bacon “sem nitritos e nitratos”, não seja enganado. Estes produtos usam fontes “naturais” dos mesmos químicos, como aipo, suco de beterraba e sal marinho, e não têm menos nitratos e nitritos que as carnes curadas padrão. De fato, talvez eles contenham mais desses compostos quando feitos com preservativos “naturais”.

É importante entender que nenhum dos dois tipos de composto se acumulam no corpo. Nitratos ingeridos pela comida se convertem em nitritos quando em contato com nossa saliva, e dos nitratos que comemos, 25% é convertido em nitritos salivares, 20% em nitritos, e o resto excretado na urina após até 5 horas da ingestão. (3) Qualquer nitrato absorvido tem uma meia-vida muito curta, desaparecendo de nosso sangue em menos de cinco minutos. (4) Alguns nitritos em nosso estômago freagem com conteúdos gástricos, formando óxido nítrico que pode ter efeitos benéficos. (56) Você pode escutar ao meu podcastDoes Red Meat Increase Your Risk of Death?” para mais informações sobre este tópico.

De modo geral, a ciência de modo geral sugere que nitratos e nitritos não são problemáticos e podem até ser benéficos à saúde. Revisões críticas das evidências originais que sugeriam que nitratos e nitritos seriam carcinogênicos revelam que na ausência da administração de um precursor carcinogênico da nitrosamina, não há associação entre a ingestão estimada de nitritos e nitratos e câncer de estômago. (8) Sobre o óxido nítrico, formado por nitritos, foi demonstrado que ele tem propriedades vasodilatadoras e podem modular a função das plaquetas no corpo humano, melhorando a pressão sanguínea e reduzindo o risco de ataques cardíacos. (91011) Nitratos podem melhorar o sistema imune e proteger contra bactérias patogênicas.(121314)

Então o que podemos aprender com isso? Não há motivo para temer nitratos e nitritos na comida. Não há motivos para comprar bacon sem nitratos e não curado. Não há motivos para evitar especificamente carnes curadas, principalmente aqueles de fontes de alta qualidade (embora possa fazer sentido limitar seu consumo por outros motivos). De fato, por conta de preocupações com triquinose suína, faz muito mais sentido em minha opinião comprar bacon e outros produtos suínos curados. Eu faço isso.

Eu mudei sua opinião sobre a segurança do bacon? Deixe-me saber seus pensamentos sobre nitratos e nitritos nos comentários.

Publicado em Nutrição | Marcado com , , | Deixe um comentário

Perigos da Soja Resumidos

Por Fundação Weston A. Price, retirado daqui.

Tradução por Daniel Castro

  • Altos níveis de ácido fítico na soja reduzem a assimilação de cálcio, magnésio, cobre, ferro e zinco. O ácido fítico na soja não é neutralizado por métodos comuns de preparação como imersão em água, brotamento, e cozimento demorado a baixo fogo. Dietas com altos níveis de fitatos causam problemas em crianças.
  • Inibidores de tripsina na soja interferem com a digestão de proteínas e podem causar desordens pancreáticas. Em animais de laboratório soja com inibidores de tripsina causam crescimento deficiente.
  • Fitoestrogênios da soja sabotam a função endócrina e tem o potencial de causar infertilidade e promover o câncer de mama em mulheres adultas.
  • Fitoestrogênios da soja são potentes agentes antitireoidais que causam hipotireoidismo e podem causar câncer de tireoide. Em crianças, o consumo de papinha de soja é correlacionado à doenças autoimunes de tal glândula.
  • Compostos análogos à Vitamina B12 na soja não são absorvidos e na verdade ela aumenta a necessidade do corpo por vitamina B12.
  • Comidas com soja aumentam a necessidade do corpo por vitamina D.
  • Proteínas frágeis são desnaturadas durante o processamento em altas temperaturas para fazer proteína de soja isolada e proteína vegetal texturizada.
  • O processamento da proteína de soja resulta na formação do composto tóxico lisinoalanina e das altamente carcinogênicas nitrosaminas (NT.: que as nitratros presentes em carnes processadas sejam transformados em nitrosaminas é algo um pouco controverso. Ver aqui, em inglês, para uma explicação resumida. Há um link para este artigo, com uma explicação mais detalhada, que pretendo traduzir em breve).
  • Ácido glutâmico ou glutamato monossódico, uma potente neurotoxina, é formado durante o processamento de comidas com soja, e mais é adicionado a muitas dessas comidas.
  • Comidas com soja contém altos níveis de alumínio que é tóxico para o sistema nervoso e rins.
Resultado de imagem para children of the soy are weak

Um perigo não mencionado no artigo original.

Para diversos estudos e notícias sobre os perigos da soja, recomendo a visita à página Soy Alert da fundação Weston A. Price.

Publicado em Nutrição, Saúde | Marcado com , , , | Deixe um comentário

A Raposa e o Porco- Espinho

por Daniel Castro.

No ensaio A Raposa e o Porco- Espinho, Isaiah Berlin cita o poeta grego Arquíloco “a raposa sabe muitas coisas, mas o ouriço-terrestre sabe de uma coisa grande”. Isaiah em seu ensaio separa diversos autores em raposas, que tem amplo conhecimento, e porcos-espinhos, como conhecimentos mais estreitos porém mais profundos.

Porém, hoje quero falar e recomendar um livro de história que usa a mesma metáfora para falar de dois gênios militares da história antiga: Aníbal Barca (a raposa) e Fábio Máximo (porco-espinho).

Resultado de imagem para ghosts of cannae

Na introdução do livro The Ghosts of Cannae, o autor diz que:

Nada seria pior do que Canas. Em 02 de agosto de 216 AC, um dia terrivelmente apocalíptico no sul da Itália, 120.000 homens entraram no que seria uma gigantesca luta com facas. No final desta luta, ao menos 48.000 romanos estavam deitados mortos ou morrendo, em piscinas de seu próprio sangue, vômito e fezes, mortos dos modos mais íntimos e terríveis, seus membros arrancados, seus tóraxes e faces perfurados e manchados.

Robert L O’Connell, The Ghosts of Cannae, pág. 4

Veremos ao longo do livro como Aníbal Barca causou tal calamidade aos romanos, e como a força marcial e a única coisa que Fábio Máximo salvou Roma da derrota ante Cartago.

Pois dizem que os que não estudam história estão condenados a repeti-la. E é para evitar repeti-la (do ponto de vista romano) que todos os grandes generais dos 2 últimos milênios estudaram a história da batalha de Canas, na qual o exército cartaginês massacrou sua contrapartida romana. No livro citado, o autor Robert L O’Connell faz um trabalho fenomenal não só sobre a batalha em si, mas sobre todo o pano de fundo de Cartago e Roma, suas sociedades, seus aliados, táticas de guerra, política, a visão dos historiadores contemporâneos à batalha, e tudo o mais, criando uma obra de arte em forma de livro de história.

Além de uma abordagem abrangente, são comuns apartes para analisar os fatos e a mentalidade da época. Assim, ao invés de ser um livro de história meramente descrito e com muitas datas e acontecimentos amontoados, ele traz várias lições para a vida do leitor atento.

O primeiro capítulo, Traces of War, traz um pano de fundo do Mediterrâneo do século III AC, análises sobre os principais historiadores das guerras púnicas (Políbio e Tito Lívio), uma breve história da “arte” da guerra, dentre outras considerações gerais. Fala também um bom tanto sobre outros povos mediterrâneos, como gregos, gauleses e macedônios.

Duas Sociedades Distintas

Os capítulos 2 e 3 falam respectivamente sobre Roma e Cartago. É notável a diferença entre ambas sociedades. Enquanto os Romanos viviam e morriam por Marte, os cartagineses (que eram descendentes dos fenícios, famoso povo comerciante da região do Levante) derivavam seu poder por Mercúrio. Isto é, os primeiros faziam guerra, estes, faziam comércio. E estas características levariam no fim das contas à total destruição de Cartago (na terceira guerra púnica), pois os romanos eram mais resilientes no fim das contas.

Continuar lendo

Publicado em Desenvolvimento pessoal, História, Livros | Marcado com , , , | 4 Comentários

Adeus Chaos and Pain, olá Plague of Strenght

Resultado de imagem para jamie lewis chaosandpain

Eu devo muito ao ex recordista mundial de powerlifting, e homem completamente insano (no bom sentido) Jamie Lewis, e seu blog chaosandpain.blogspot.com. Seus textos são como tapas na cara, capazes de dar motivação até mesmo a nerds fracotes, a ponto de eles se tornarem insanos até sangrarem as mãos nos treinos de levantamento terra, assuntando pobres mortais “supino reto 3×8 e forma perfeita” com seus levantamentos terra.

O cara decidiu após 10 anos mudar de website, então aí vai o seu novo endereço: Plague of Strength.

Confira seu novo site, ou os textos que eu e o Héracles traduzimos dele. Satisfação garantida.

Publicado em Anúncio, Musculação | Marcado com | 4 Comentários

Pensamentos Aleatórios 9

por Daniel Castro

Resultado de imagem para o pensador

Numa conversa que tive recentemente com o autor, advogado e tradutor Quintus Curtius, fui relembrado que seus escritos (e de autores como Cicero) são a respeito de caráter, primeiro e acima de tudo o mais. Isto me levou a pensar em…

Por que há tanta tristeza, depressão e vazio no mundo de hoje? Talvez apenas parece que tais coisas existem em abundância, pois estamos sempre bombardeados com notícias e histórias a esse respeito. Mas creio que a depressão realmente é uma epidemia, por assim dizer, dos século XXI. No meu texto sobre a depressão, eu indiquei vários desses fatores. Eu direi aqui que continuei a ter insônia mesmo por longos períodos após minha recuperação, que pode estar ligada a outros fatores, como excesso de luminosidade noturna, principalmente. Mas de modo geral os piores tipos de pensamento de pessoas depressivas foram de ubíquos até cessarem completamente.

Respondendo à pergunta, que fiz acima, além do que eu já delineara no texto supracitado, creio que boa parte da tristeza, depressão e vazio afetando pessoas no mundo de hoje é causado pela mentalidade de tratar coisas não autotélicas como se elas assim fossem. Ou seja, coisas que servem a um dado propósito, são tratadas como se fossem o próprio fim.

Como por exemplo, o sexo, uma atividade prazeirosa que tem o fim biológico da reprodução, deveria advir da constituição de famílias nucleares, mas é tratado como o fim em si mesmo, devido ao hedonismo desenfreado. São realmente os homossexuais gays (ou seja, felizes, no sentido original do termo), ou tudo não passa de mais um termo de nossa novilíngua?

A popularidade, que deveria ser um indicador de uma pessoa com grandes qualidades, mas se torna um fim em si mesmo (veja quantas subcelebridades procuram 15 minutos de fama, sem acrescentar nada de positivo à sua vida). Como disse Nick Krauser no texto linkado acima:

Consider Robbie Williams. He can’t sing, can’t dance, doesn’t write his material, and is basically talentless. He does have good looks and charisma so combine that with a fortuitous chain of events and suddenly he’s a superstar singing on stage in front of 20,000 adoring fans in RobbieFest, about 2/3s of whom are young nubile women, many of them pretty. Is that good?

Ou a comida, que é algo que existe para nos nutrir, mas usamos para narcotizar o paladar, com glutamatos monossódicos, adoçantes, açúcar em quantidade cada vez maior, enquanto coisas nutritivas como fígado e chucrute só fazem narizes torcidos.

E o dinheiro, que assim como a popularidade é (deveria ser) a marca de pessoas que pensam no futuro, se precavem, e procuram ter uma vida tranquila, se transforma no próprio fim, numa corrida sem fim para se ter o brinquedo mais reluzente da cidade (lembram-se da música Camaro Amarelo?)

A estética, que considero um indicador da saúde, um modo de demonstrá-la, por assim dizer, também é corrompida, e as pessoas buscam maquiagens, roupas, perfumes e assim por diante, enquanto apodrecem por dentro, fisica, mental e espiritualmente.

Tenho certeza que podem haver mais casos desse fenômeno, que causa uma dissonância cognitiva permanente, e creio eu uma infelicidade profunda nos híbridos hamster-humanos que caem nesse erro. Sendo humano, eu, e creio que praticamente todos seres humanos da atualidade sofrem de algum grau deste problema.

Mangustos e Najas são inimigos naturais, sempre brigando e tentando se matar uns aos outros (geralmente o mangusto leva a melhor). Najas são seres perigosíssimos, com veneno mortal. Mas mangustos também não são flor que se cheire, talvez menos perigosos, mas ainda assim bem perigosos, e irascíveis.

Agora imagine se existisse uma Naja e um Mangusto proverbiais, batalhando ferozmente pelo controle da civilização, você preferiria adotar o mangusto como se fosse um fiel cão vira lata, apenas por representar um perigo menor do que a Naja?

I Hoppe not.

Publicado em Miscelânea | Marcado com , , , , , , , | 2 Comentários